PUBLICIDADE
Topo

"Encino": Aluno recebe uniforme escolar com erro de português no DF

Camiseta de uniforme escolar do Centro de Ensino Médio 1 Brazlândia com erro ortográfico - Reprodução Facebook
Camiseta de uniforme escolar do Centro de Ensino Médio 1 Brazlândia com erro ortográfico Imagem: Reprodução Facebook

Cristiane Capuchinho

Do UOL, em São Paulo

17/03/2014 12h26

Na última sexta-feira (14), a imagem de uma camiseta de uniforme escolar com erro de português publicada nas redes sociais causou polêmica no Distrito Federal. Na peça, entregue a um aluno do Centro de Ensino Médio 01, em Brazlândia, a palavra ensino aparece escrita com "C". Até a manhã desta segunda (17), a imagem foi compartilhada por mais de 8.900 pessoas. A Secretaria de Educação está investigando o caso. 

A camiseta com erro ortográfico foi entregue ao estudante Maykon Douglas, 18, há cerca de duas semanas. O uniforme escolar tem o símbolo da Secretaria de Educação e segue o padrão adotado pelas escolas públicas do Distrito Federal neste ano, com a imagem do estádio Mané Garrincha --em comemoração à realização da Copa do Mundo.$escape.getH()uolbr_geraModulos($escape.getQ()embed-lista$escape.getQ(),$escape.getQ()/2014/outros-erros-1395070570678.vm$escape.getQ())

O uniforme escolar do Distrito Federal é produzido pela Fábrica Social, centro de capacitação do governo. No entanto, em nota divulgada no último sábado (15), a Fábrica Social nega ser responsável pelo uniforme com erro de português distribuído na instituição de Brazlândia. Até o momento, a Secretaria de Educação recebeu a denúncia de três camisetas com erro, mas recebeu apenas uma para análise.

"Entregamos 2.889 camisetas nessa escola feitas pela Fábrica Social, todas elas feitas com uma única tela de serigrafia. Não é crível que apareça uma, duas ou dez camisetas com erros em meio a todas", afirmou o subsecretário de infraestrutura e apoio educacional, Marco Aurélio Soares Salgado.

Segundo ele, uma das possibilidades é que essa camiseta tenha sido feito por malharia da região. "Essa é uma situação comum. Nós distribuímos duas camisetas por aluno e o mercado local vende camisetas do mesmo modelo para as mães que queiram mais", disse.

O aluno afirma ter recebido a camiseta gratuitamente dentro da escola e disse que ainda não lhe pediram sua peça com erro ortográfico.