Topo

Educação

Vestibular


RN: Inep cancela provas do 2º dia do Enem em escola que ficou sem energia elétrica

Aliny Gama

Do UOL, em Maceió

09/11/2014 18h43Atualizada em 10/11/2014 13h18

A falta de energia elétrica fez o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), responsável pela realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), cancelar as provas que seriam aplicadas na Escola das Dunas, localizada no distrito de Pitangui, em Extremoz (região metropolitana de Natal), neste domingo (9). 

O prédio da escola ficou sem energia elétrica desde a madrugada por conta de um acidente envolvendo um carro, que interrompeu o fornecimento de energia para mais outras duas escolas. Até o início da aplicação das provas do Enem o serviço ainda não tinha sido restabelecido.

As duas outras escolas do distrito que também ficaram sem energia iniciaram a aplicação das provas às 12h (horário local) com iluminação natural, depois que as janelas foram abertas. Na Escola das Dunas, as salas de aula são fechadas e equipadas com ar-condicionado e não tinham iluminação suficiente para que as provas fossem aplicadas.

Segundo a Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte) a energia foi restabelecida às 13h45 (14h45 horário de Brasília). 

O Inep explicou que os candidatos tiveram conhecimento do problema previamente e ficaram esperando o retorno da energia elétrica, mas as provas foram canceladas porque foi descumprido o protocolo de segurança que exige a espera em sala com os equipamentos eletrônicos desligados e guardados na embalagem porta-objetos. 

Assim, vários candidatos esperaram o retorno da energia usando telefones celulares e já sabiam o tema da redação sem ter acesso ao material do Enem.

“Haverá uma reaplicação para os participantes que estiveram presentes neste segundo dia de exame. Todo o conteúdo será diferente”, informou o Inep.

O número de pessoas que farão novas provas não foi divulgado, pois segundo o Inep existe “um protocolo de segurança para garantir a lisura da nova aplicação.”

A nova data das novas provas ainda não foi definida pelo Inep.

Mais Vestibular