Topo

Ex-recepcionista que recolhia latinhas vira coordenadora após graduação EAD

Arquivo pessoal
Daniela Valerio já recolheu latinhas e foi babá para completar renda Imagem: Arquivo pessoal

Colaboração para o UOL

2019-01-18T04:00:00

18/01/2019 04h00

O sonho era cursar uma faculdade, mas o tempo e o dinheiro eram escassos. A ex-recepcionista Daniela Roberta Tavernaro Bernardi Valerio, 38, já tinha desistido de estudar. Seus dias eram ocupados por vários trabalhos que rendiam pouco. "Eu era recepcionista em uma empresa e, para complementar o salário, entregava jornal, panfletos, recolhia latinhas em festas para vender e era babá nas horas vagas. Não tinha como me deslocar todos os dias para estudar."

Um dia, enquanto panfletava pelas ruas, viu um papel sobre graduação EAD. Era 2004. Resolveu se matricular no curso de processos gerais da Unopar de Itu (SP), e voltou a estudar. "Vi o informativo, liguei na instituição e percebi que o estudo a distância era mais barato. Além disso, eu poderia conciliar os diversos trabalhos adicionais que eu executava."

Os primeiros resultados não demoraram a chegar. "Logo que eu comecei a graduação, consegui um emprego melhor, e reduzi a minha carga de trabalho adicional. Eu tenho certeza de que só conquistei esse emprego porque estava fazendo faculdade."

De recepcionista, Daniela passou a assistente de projetos de uma companhia desenvolvedora de softwares, cargo que ocupou por três anos. Chegou a fazer até viagens internacionais a trabalho. Nesse período, ela buscou mais especialização. Concluiu um MBA em projetos e outro em comunicação, dessa vez presencial. "Aprendi muito e consegui colocar em prática todo o conhecimento que adquiri na faculdade. Quando você confia no que está aprendendo e vê a aplicação na prática, fica muito mais seguro para enfrentar os desafios."
 
Seu passo seguinte foi trabalhar numa empresa do segmento educacional. Entrou como analista pleno e, há seis meses, assumiu o cargo de coordenadora de marketing. "Quando as coisas começaram a acontecer na minha vida, eu vi que atrás daquele morrinho que eu vivia, existia um mundo de oportunidade. Ao escalar esse morrinho, vejo tudo o que eu tinha pela frente", declara.
 
A coordenadora de marketing diz que não para de se atualizar. Atualmente, cursa graduação em pedagogia e pós-graduação em gestão de projetos. Ambos EAD. "Minha próxima meta de vida é começar a dar aula. Quero ajudar outras pessoas a mudarem de vida também", completa.

Mais Educação