Topo

MEC diz que cortes no orçamento não afetam oferta de vagas do Sisu

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

03/06/2019 15h43

O MEC (Ministério da Educação) informou hoje que o bloqueio de cerca de R$ 2 bilhões no orçamento das universidades e institutos federais de ensino não deve afetar a quantidade de vagas ofertadas no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) do segundo semestre.

Serão 59 mil vagas neste segundo semestre --segundo o MEC, o maior número ofertado para este período do ano em uma década. As vagas estão distribuídas por 1.731 cursos de 76 instituições de ensino em todo o país.

"Quanto à oferta de vagas, as universidades têm autonomia. Mas a gente não tem nenhuma notícia de que não foi ofertada [alguma vaga]. Pelo contrário, temos aqui um pico histórico. E acreditamos ser possível ter ainda mais vagas explorando o turno noturno", disse Arnaldo Barbosa Júnior, secretário de ensino superior do MEC.

O secretário defendeu ainda que o contingenciamento na área da educação acontece devido a uma "situação fiscal sensível" do país.

No MEC, o bloqueio orçamentário atinge 30% dos recursos discricionários (que envolvem gastos como luz, água e obras, mas não salários) das universidades federais. Reitores têm afirmado ter receio de que os cortes façam com que as instituições fechem as portas no segundo semestre. Estudantes e professores foram às ruas duas vezes nas últimas semanas para protestar em defesa da educação.

"Precisamos consolidar responsabilidade fiscal com responsabilidade social", disse, afirmando que o MEC tem dialogado com reitores das instituições de ensino superior e também com parlamentares autores de emendas direcionadas para a área da educação.

O Sisu oferece vagas em instituições públicas de ensino superior para quem fez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no ano passado.

As inscrições para o Sisu começam amanhã e vão até as 23h59 de sexta-feira (7). O resultado será divulgado no dia 10 de junho.

Mais Educação