PUBLICIDADE
Topo

Professores terão que levar autorização do governo para se vacinar em SP

Flickr
Imagem: Flickr

Ana Paula Bimbati

Do UOL, em São Paulo

01/04/2021 13h56

Os profissionais de educação do estado de São Paulo precisarão fazer um cadastro para ter autorização para receber a vacina contra covid-19. A primeira dose será aplicada a partir de 12 de abril.

Segundo o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, professores e demais profissionais terão que preencher o formulário no site "Vacina Já", e as informações serão cruzadas com bancos de dados do estado e do Censo Escolar. Quem atua na rede privada terá de anexar também os holerites de fevereiro e março. De acordo com o governo, o objetivo é evitar fraude.

Já os funcionários terceirizados terão de informar o CNPJ da empresa com contrato ativo. Os profissionais da educação que atuarem em duas escolas deverão informar apenas uma delas.

Depois disso, equipes das redes municipais, estaduais, federais e privadas farão a análise das informações e o profissional receberá em seu e-mail a aprovação. Data e local serão definidos pelos municípios. No dia da vacinação, os funcionários devem levar um documento com foto, CPF e a aprovação impressa ou no celular.

O passo a passo foi divulgado hoje, em coletiva da Secretaria da Educação, na capital paulista.

Grupo prioritário terá funcionários com mais de 47 anos

Nesta primeira etapa, a prioridade é imunizar os funcionários com mais de 47 anos. Segundo Soares, 66,5% dos profissionais da rede estadual que têm comorbidades estão nessa faixa etária.

No momento, as categorias que podem ser vacinadas são:
  • professores
  • merendeiras
  • auxiliares gerais e faxineiros
  • secretários de escolas
  • diretores e vice-diretores
  • coordenadores pedagógicos
  • cuidadores

Quem tiver menos de 47 anos conseguirá fazer o cadastro, mas não receberá a autorização por email.

A gente vai fazendo por etapa, à medida que as vacinas vão sendo disponibilizadas, em decisão em conjunto com a Secretaria da Saúde e o governador. Esperamos que em breve tenhamos condições de iniciar outras etapas.
Rossieli Soares, secretário estadual da Educação

No caso de dúvidas com cadastro, os profissionais podem ligar no número 0800 77 000 12 ou acessar o site da secretaria.

A imunização dos profissionais da Educação é uma reinvidicação das categorias. A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) chegou, inclusive, a entrar com ação pedindo para que o estado imunize todos os profissionais, independentemente da faixa etária.

Rossieli disse ter achado um absurdo, mas afirmou que as doses serão oferecidas a partir da disponibilidade. "Isso [ação jurídica] pode sim acabar prejudicando o processo de vacinação. O estado está atento e vamos ter um olhar cuidadoso", argumentou.