PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

SP: Volta às aulas não está sendo feita de qualquer jeito, diz coordenadora

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 13h12Atualizada em 02/08/2021 15h05

A atual coordenadora do Centro de Inovação da Educação Básica de SP, Débora Garofalo, defendeu hoje a volta às aulas presenciais na rede estadual de ensino, dizendo que houve planejamento do governo de São Paulo para um retorno seguro para estudantes e professores.

"[O retorno] não está sendo feito de qualquer jeito. Existe todo um cuidado e uma conversa com a rede [de ensino, conversando com professores, estudantes e responsáveis]", disse Garofalo ao UOL News, programa do Canal UOL.

Para a coordenadora do Centro de Inovação, "nada substitui o momento presencial". "A escola não é só um local de educação: é de acolhimento dessas crianças na sua integralidade", afirmou.

Segundo Garofalo, protocolos sanitários, como uso de máscara, disponibilização de álcool em gel e distanciamento social, estão sendo frisados pela Secretaria de Educação para que a volta às aulas presenciais seja segura e não se torne um foco de propagação da covid-19.

"Os pais estão indo conhecer as escolas antes mesmo de encaminhar o filho [para o ensino presencial], e isso é importante", disse. "É preciso haver muita troca entre a escola e a comunidade escolar para sanar essas dúvidas [sobre os protocolos]", esclareceu.

As aulas presenciais na rede estadual de ensino voltaram hoje em São Paulo. Todas as unidades estão autorizadas a receber 100% dos estudantes, mas os responsáveis continuam tendo a opção de enviar ou não os alunos para as escolas.

Segundo o secretário de Educação de SP, Rossieli Soares, 91 mil estudantes da rede pública de ensino estão impedidos de retornarem às aulas presenciais devido a decretos restritivos na esfera municipal.