PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
6 meses

Senado aprova pedido de auditoria do TCU no Inep, responsável pelo Enem

Senadora pediu que órgão avalie a capacidade operacional da autarquia, que passa por crises sucessivas - Pillar Pedreira/Agência Senado
Senadora pediu que órgão avalie a capacidade operacional da autarquia, que passa por crises sucessivas Imagem: Pillar Pedreira/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

17/11/2021 20h48

O Senado aprovou hoje um requerimento para que o TCU (Tribunal de Contas da União) faça uma auditoria no Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão que organiza e aplica o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A autora do pedido, a senadora Leila Barros (Cidadania-DF), solicita que o órgão avalie a capacidade de operação da autarquia.

"As crises sucessivas que motivaram as trocas de gestores do Inep, associadas às reduções no orçamento daquele Instituto e às manifestações de servidores e de setores da academia, nos levam a crer na provável deterioração da capacidade operacional daquela autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, responsável pela avaliação da educação no país", escreveu.

No documento, ela também cita o pedido de demissão coletivo de 35 servidores do órgão a dias da realização do exame que é a maior porta de entrada para as universidades do país. Em entrevista ao "Fantástico", da TV Globo, alguns desses funcionários disseram que o conteúdo das provas foi censurado.

O presidente do Inep, Danilo Dupas, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, estiveram no Congresso entre ontem e hoje para prestar esclarecimentos sobre a crise. Eles negaram qualquer interferência.

Especialistas e ex-presidentes do instituto avaliam que essa é a pior crise da história do Inep. O órgão é responsável por exames nacionais e avaliações da educação no Brasil. Além de ser um grande disseminador de dados, as informações produzidas pelo instituto são usadas, por exemplo, no cálculo do Fundeb, principal fundo de financiamento da educação básica. Neste ano, por exemplo, o repasse deve chegar a quase R$ 20 milhões.

A aplicação do Enem acontecerá nos dias 21 e 28 de novembro.