Coesão: As partes de sua redação formam um todo?

Alfredina Nery, Especial para a Página 3 Pedagogia e Comunicação

Ao lado da coerência, a coesão é outro requisito para que sua redação seja clara, eficiente. A seguir, mostramos alguns elementos que permitem que sua redação seja coesa. Para entender melhor a coesão textual, analise como algumas palavras/frases estão ligadas entre si dentro de uma sequência, numa conhecida fábula de Esopo.


O cão e a lebre

Um cão de caça espantou uma lebre para fora de sua toca, mas depois de longa perseguição, ele parou a caçada. Um pastor de cabras vendo-o parar, ridicularizou-o dizendo:
“Aquele pequeno animal é melhor corredor que você”.
O cão de caça respondeu:
“Você não vê a diferença entre nós: eu estava correndo apenas por um jantar, mas ela por sua vida.”

Moral:O motivo pelo qual realizamos uma tarefa é que vai determinar sua qualidade final.

 

Fábula

Um cão de caça espantou uma lebre para fora de sua toca, mas depois de longa perseguição,ele parou a caçada. Um pastor de cabras, vendo-o parar, ridicularizou-o dizendo:

Aquele pequeno animal é melhor corredor que você. “

O cão de caça respondeu:

“Você não vê a diferença entre nós: eu estava correndo apenas por um jantar, mas ela por sua vida.”

 

Elementos de coesão

1- No início da fábula, as personagens são indicadas por artigos indefinidos que marcam uma informação nova (ou não dita anteriormente): “Um cão de caça” + “uma lebre” + “Um pastor de cabras”, o que também sinaliza uma situação genérica, como é típico nas fábulas.

2- “Sua toca”: o pronome possessivo refere-se à casa da lebre.

3 - No lugar de repetir a palavra ”cão”, foi usado o pronome pessoal por três vezes:
ele” = cão
“vendo-o” + “ridicularizou-o” = vendo o cão + ridicularizou o cão.

4- Para retomar o substantivo “lebre” foi usada uma expressão semelhante: “Aquele pequeno animal”.


5- No meio do texto, há o uso do artigo definido “o cão de caça e não mais “um cão” como no início. Aqui a referência ao animal está sendo retomada: já se sabe qual cão era.

6- A conjunção ”mas” indica um contraste: o cão corria por um jantar enquanto a lebre corria para salvar sua vida

Você percebeu que os sentidos do texto são "fios entrelaçados" e não palavras soltas ou frases desconectas? São os elementos coesivos que organizam o texto de forma a constituir também sua coerência.

A coesão textual pode ser feita através de termos que:

  • retomam palavras, expressões ou frases já ditas anteriormente ("anáfora") ou antecipam o que vai ser dito ("catáfora"). Na fábula, são exemplos de anáforas os itens 2, 3, 4 e 5 da coluna à direita da tabela;
     
  • encadeiam partes ou segmentos do texto: são palavras ou expressões que criam as relações entre os elementos do texto. Exemplo na fábula: item 6, a conjunção "mas" que, além de ligar as duas partes do texto (uma que se refere à atitude da lebre e a outra, ao cão), estabelece uma determinada relação entre elas, isto é, um contraste.

    A coesão por retomada ou antecipação pode ser feita por: pronomes, verbos, numerais, advérbios, substantivos, adjetivos.

    A coesão por encadeamento pode ser feita por conexão ou por justaposição.

    1) A coesão por conexão traz elementos que:

    a) fazem uma gradação na direção de uma conclusão: "até", "mesmo", "inclusive" etc;
    b) argumentam em direção a conclusões opostas: "caso contrário", "ou", "ou então", "quer... quer"; etc;
    c) ligam argumentos em favor de uma mesma conclusão: "e", "também", "ainda", "nem", "não só... mas também" etc;
    d) fazem comparação de superioridade, de inferioridade ou igualdade: "mais... do que", "menos... do que", "tanto... quanto", etc
    e) justificam ou explicam o que foi dito: "porque", "já que", "que", "pois" etc;
    f) introduzem uma conclusão: portanto, logo, por conseguinte, pois, etc;
    g) contrapõem argumentos: "mas", "porém", "todavia", "contudo", "entretanto", "no entanto", "embora", "ainda que" etc;
    h) indicam uma generalização do que já foi dito: "de fato", "aliás", "realmente", "também" etc;
    i) introduzem argumento decisivo: "aliás", "além disso", "ademais", "além de tudo" etc;
    j) trazem uma correção ou reforçam o conteúdo do já dito: "ou melhor", "ao contrário", "de fato", "isto é", "quer dizer", "ou seja", etc;
    l) trazem uma confirmação ou explicitação: "assim", "dessa maneira", "desse modo", etc;
    m) especificam ou exemplificam o que foi dito: "por exemplo", como, etc

    2) Os elementos coesivos por justaposição estabelecem a sequência do texto, ou seja:

    a) introduzem o tema ou indicam mudança de assunto: "a propósito", "por falar nisso", "mas voltando ao assunto" etc;
    b) marcam a sequência temporal: "cinco anos depois", "um pouco mais tarde", etc;
    c) indicam a ordenação espacial: "à direita", "na frente", "atrás", etc;
    d) indicam a ordem dos assuntos do texto: "primeiramente", "a seguir", "finalmente", etc;

    Para analisar o papel da coesão na construção dos sentidos de um texto, faça a correlação entre os provérbios e os elementos coesivos respectivos, preenchendo as lacunas, de tal forma que haja coerência entre as duas partes que constituem esse tipo de texto:

     

    Provérbios Elementos de coesão por conexão
    Devagar ....... sempre se chega na frente. mas
    Trate os outros ..... quer ser tratado. mais... do que
    A aparência pode ser mudada, ..... a natureza não. e
    Ao carneiro ......peça lã. como
    ...vale paciência pequenina ... força de leão. somente

    Você percebeu que, nos casos acima, a precisão no uso dos elementos de coesão faz toda a diferença na significação de cada provérbio, não é mesmo?

    Para concluir, podemos afirmar que o texto é tanto produto como processo. Ao escrever, o autor planeja seu texto, a partir de sua finalidade, deixando pistas de sua intencionalidade. O leitor, por sua vez, vai perseguindo essas pistas, para poder interpretar o texto. Nesse sentido, a coesão textual - ou pistas linguísticas - tem uma importante função na produção de todo e qualquer texto.

     

  • Alfredina Nery, Especial para a Página 3 Pedagogia e Comunicação é professora universitária, consultora pedagógica e docente de cursos de formação continuada para professores na área de língua/linguagem/leitura.

    titulo-box Shopping UOL

    UOL Cursos Online

    Todos os cursos