Aproveite a comida e os infinitos museus da Itália

  • Stock Images

    Torre de Pisa, um dos símbolos da Itália, foi declarada patrimônio da humanidade pela Unesco

Clima

País de clima temperado. No decorrer do ano, as variações térmicas não são tão bruscas quanto em outros países da Europa. Com isso, a Itália apresenta verões quentes e secos e invernos não muito frios. Costuma chover com frequência durante a primavera e o outono. No inverno, que vai de dezembro a março, a temperatura fica em torno de 10ºC e, no verão, de junho a setembro, os termômetros podem passar dos 35ºC.

Comida

O que dizer da cozinha italiana? Que é uma das mais saborosas e populares do mundo não é suficiente. A culinária italiana é baseada em massas, peixes e frutos do mar. Os italianos costumam fazer as três refeições e seguir uma sequência de pratos no almoço e no jantar. Normalmente, serve-se uma entrada, depois uma carne ou peixe, um prato de massa e, por fim, uma salada. Em casa, a depender do apetite da família, todo esse banquete pode ser reduzido a um simples prato de massa.

Os molhos são os mais criativos e variados e, ao contrário do que acontece no Brasil, os italianos pouco usam creme de leite para preparar a base. Vinhos são sempre bem-vindos para acompanhar qualquer refeição. Quem tiver resistência ao álcool deve experimentar a grappa (espécie de cachaça feita com uvas) depois do jantar.

Cultura

Brasileiros costumam se sentir em casa nesse país de cultura latina. Os temperamentos são explosivos e calorosos. Ao contrário dos povos nórdicos, os italianos cumprimentam-se com abraços e beijos, falam alto, gesticulam e demonstram emoções com facilidade. Em toda a Itália, há frequentes festividades, principalmente relacionadas ao calendário da Igreja Católica, que tem grande influência sobre a cultura do país. O patriotismo também é uma característica forte desse povo, que tem no seu passado toda a riqueza histórica do Império Romano.

Custo mensal

Com base nos gastos com hospedagem, alimentação e transporte (sem considerar extras), o custo médio mensal na Itália é de 650 euros* (US$ 800), os dados são da Belta (associação brasileira de agências de intercâmbio). Converta esse valor em real.

Dinheiro

Brasileiros interessados em estudar fora do país podem optar por levar dinheiro em papel-moeda, traveler cheque, cartão de crédito e débito internacional ou cartão de débito pré-pago, oferecidos nas bandeiras American Express, MasterCard e Visa. A gerente de produto do Banco Rendimento em São Paulo, Danielle Florestano, dá algumas dicas:

- Por questões de segurança, leve apenas uma pequena quantia em dinheiro (entre 20% e 30% do valor total), o suficiente para as primeiras necessidades e eventuais emergências.

- Leve a moeda local do destino. Evite comprar dólares quando o país de intercâmbio não for os EUA. Ao levar dólares à Europa para depois trocá-los por euros, por exemplo, realizam-se duas conversões monetárias, o que pode representar perdas de 5% a 10%.

- Adquira a moeda estrangeira em uma instituição credenciada junto ao Banco Central e exija o boleto de câmbio. O documento comprova onde você adquiriu a moeda.

- O traveler cheque é uma opção tradicional para quem viaja ao exterior, oferece seguro contra perda e roubo e é aceito em vários estabelecimentos como dinheiro.

- Para os pais que pretendem controlar os gastos dos filhos, a melhor opção é o cartão recarregável. Pode-se, por exemplo, carregar uma quantia mensal e consultar o extrato dos gastos pela internet. Há cartões com bandeira Visa, MasterCard e American Express, entre outros. Normalmente é cobrada uma taxa para cada saque, recomenda-se programar o saque de valor necessário para uma semana ou um mês para reduzir o gasto com taxas.

- É recomendável manter os números de seus cartões e traveler cheque anotados em um lugar seguro para, em caso de perda, roubo ou furto, reportar a ocorrência à operadora ou banco.

Erros mais comuns

- Falar em português com brasileiros. É preciso aproveitar o tempo fora para praticar o idioma estrangeiro.

- Dividir moradia com brasileiros. Hospedar-se na casa de pessoas que falam bem o idioma que quer aprender pode ajudar a dar um salto na sua fluência.

- Dispensar os cursos, achando que pode aprender o idioma nas ruas. Lembre-se: não é fácil fazer amigos no exterior, especialmente amigos que tenham paciência para conversar com quem não fala bem o idioma.

- Gastar todo o dinheiro do mês na primeira semana. O país estrangeiro é uma tentação para jovens que se sentem livres e querem curtir os bares e casas noturnas. Lojas e bons produtos também têm grande apelo. Cuidado com os impulsos.

-Deixar de sair para economizar. Em todos os lugares, há passeios gratuitos ou baratos. Esquivar-se do contato com a população local é um dos erros mais graves para quem pretende aprender o idioma. Portanto, aproveite e solte-se!

- Ter vergonha de falar errado. Esse é o pior dos enganos. Dominar um idioma não é tarefa fácil. É preciso ousar, tentar e insistir. Solte a língua e divirta-se com os equívocos.

Lazer

Quem for ao país para estudar não pode deixar de reservar recursos financeiros para fazer pequenas viagens pelo país. Roma, a capital, é considerada uma das cidades mais bonitas do mundo. Ela abriga uma série de monumentos arquitetônicos da antigüidade, além de um valioso patrimônio artístico na cidade do Vaticano -Estado independente, pertencente à Igreja Católica e localizado no centro de Roma.

Outras cidades, como Florença, Turim, Milão, Gênova, Veneza, Verona, Nápoles, Parma, Bolonha e Palermo, também são visitas obrigatórias. Em todas elas, é possível assistir a grandes espetáculos de jazz, ópera e dança.

Lugares para ficar

Estudantes de intercâmbio costumam ficar em casas de famílias voluntárias, sem custo financeiro. As famílias são contatadas pelos agentes de intercâmbio. Quem viaja por conta própria pode encontrar famílias que oferecem quartos em sites especializados ou apostar em moradias estudantis.

A casa de família é recomendável para menores de 18 anos ou brasileiros que desejam mais segurança. Neste tipo de acomodação, o estudante convive com uma família e tem direito a um quarto individual e a meia-pensão (café da manhã e jantar).

É uma maneira interessante de conviver e conhecer a cultura do país, pois o estudante participa do dia-a-dia dos outros moradores que, muitas vezes, os inclui em seus programas.

Já nas moradias estudantis, o intercambista pode dividir o quarto ou o apartamento com outras pessoas. Esse tipo de acomodação é mais recomendável para pessoas mais independentes e que queiram liberdade, pois não terão que se adaptar a nenhuma regra familiar.

É uma boa oportunidade para aprender a lidar com gastos, como contas de telefone e luz, além de cuidar dos serviços da casa e conviver com pessoas de diferentes culturas.

Passagens aéreas

Na compra de passagens, algumas companhias aéreas oferecem descontos para estudantes. As regras mudam conforme a empresa e pode ser necessária uma carteira internacional de estudante ou apresentar o comprovante de matrícula no curso.

Principais cidades

Roma (capital), Milão, Turim, Nápoles, Gênova, Bolonha, Verona, Florença, Veneza e Palermo.

Trabalho

O governo italiano não permite que estudantes estrangeiros exerçam atividade remunerada no país. Aqueles que violarem as regras e trabalharem clandestinamente estarão sujeitos às punições previstas nas leis italianas, incluindo a deportação para o país de origem.

* As regras sobre permissão de trabalho mudam com frequência. Verifique-as com o consulado mais próximo, antes de programar a viagem.

Visto

Não é necessário visto para estadia de até 90 dias. Para períodos superiores, os brasileiros devem obter um visto chamado “nacional” que autorize a sua permanência na Itália e, ainda, comprovar condições financeiras para se manter no país.

Consulados

Embaixada em Brasília
SES - Av. das Nações, Quadra 807, Lote 30
70420-900 - Brasília - DF
Tel: (0xx61) 3442-9900
Fax: (0xx61) 3443-1231
E-mail: embitalia@embitalia.org.br
Site: www.embitalia.org.br

Consulado do Brasil em Roma
Piazza Pasquino, 8
00186 - Roma
Tel: (00xx39) 06 6889661
Fax: (00xx39) 06 68802883
Celular de emergência: (00xx39) 333 1184 682
E-mail: consulado@brasilroma.it
Site: www.consuladobrasilroma.it

Consulado do Brasil em Milão
Corso Europa, 12 - 5º Andar
20122 - Milão
Tel: (00xx39) 02 7771071
Fax: (00xx39) 02 76015628 / 02 76015621
Celular de emergência: (00xx39) 335 7278 117
E-mail: consolare@brasilemilano.it
Site: milao.itamaraty.gov.br

Consulado em São Paulo
Av. Paulista, 1963
01311-300 - São Paulo - SP
Tel.: (0xx11) 3549-5643
Fax: (0xx11) 3253-8801
E-mail: segreteria.sanpaolo@esteri.it
Site: www.conssanpaolo.esteri.it/Consolato_SanPaolo

Consulado no Rio de Janeiro
Av. Presidente Antônio Carlos, 40, 7° andar
20020-010 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (0xx21) 2122-1315
Fax: (0xx21)2262-6348
E-mail: segreteria.riodejaneiro@esteri.it
Site: www.consriodejaneiro.esteri.it

Consulado no Paraná
Rua Marechal Deodoro, 630, 21° andar
80010-912 - Curitiba - PR
Tel.: (0xx41) 3883-1751
Fax: (0xx41) 3883-1773
E-mail: segreteria.curitiba@esteri.it
Site: www.conscuritiba.esteri.it

Consulado no Rio Grande do Sul
Rua José de Alencar, 313
Bairro Menino Deus
90880–481- Porto Alegre - RS
Tel.: (0xx51) 3230- 8200
Fax: (0xx51) 3230-8222
E-mail: urp.portoalegre@esteri.it
Site: www.consportoalegre.esteri.it/

Consulado em Minas Gerais
Rua Inconfidentes, 600
30140-120 - Belo Horizonte -MG
Tel.: (0xx31) 3281-4211 / 3282-0588 / 3281-8154
Fax: (0xx31)3281-4408
E-mail: segreteria.belohorizonte@esteri.it
Site: www.consbelohorizonte.esteri.it

Consulado em Pernambuco
Av. Eng. Domingos Ferreira, 2222, 2° andar - Ed. Robert Gran
Bairro Boa Viagem
51010-030 - Recife - PE
Tel.: (0xx81) 3466-4200
Fax: (0xx81) 3466-4320
E-mail: consolato.recife@esteri.it
Site: www.consrecife.esteri.it

*As regras sobre vistos mudam com frequência. Verifique-as com o consulado mais próximo, antes de programar a viagem.


 



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos