PUBLICIDADE
Topo

Inglês

Verbo (2) - Past tense: o que mais se pode saber sobre ele

Celina Bruniera, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Em língua portuguesa, quando falamos de hábitos e de fatos passados, usamos tempos verbais diferentes. Para expressar hábitos, utilizamos o pretério imperfeito (dançava, ria, bebia, etc.) e para expressar fatos, o pretérito perfeito (dancei, ri, bebi, etc.).

Já em inglês, utilizamos um único tempo verbal ("past tense", ou "simple past") para expressar as duas coisas. Assim, é o contexto e o uso de advérbios que vão dizer se estamos nos referindo a um hábito ou a um fato.

Selecionamos um relato de experiência vivida para tematizar e explicitar a questão. Os textos que compõem o que chamamos de gêneros do relatar visam documentar ou memorizar ações humanas e, nesse sentido, são caracterizados pela presença dos marcadores temporais (os tempos verbais e operadores de tempo). Por isso, se constituem em bons exemplos para evidenciar a questão a que nos propomos discutir.

Carol Smith was a young girl in the 1920s. Read what she says about life in that time.

"We shocked our parents in many ways. We used to do things our mothers never did. We cut our hair, we wore mini skirts, we smoked, and went dancing. I loved doing a dance called the Charleston. Once I won a prize for that!

My boyfriend had a car, a Model 'T' Ford. We often went for picnics in the countryside. The roads weren't busy then, no traffic jams! My father bought his first car in 1926, an Austin Seven. He paid $ 300 dollars for it!

We went to the pictures twice a week, and it only cost sixpence. My favourite stars were Charlie Chaplin and Greta Garbo, the films were silent. I saw my first "talking" picture in 1928. Also, we listened to the radio a lot (the BBC started in 1922). I can remember it so clearly.'

 

Observe que o texto tanto se refere a fatos como a hábitos que marcaram uma geração. Veja, também, que ora utiliza-se o "used to", ora o "simple past" para compor o texto sintaticamente. O "used to" é usado para expressar hábitos do passado, já o "simple past" pode se referir a hábitos e a fatos também.

Note que ao analisarmos "we shocked our parents in many ways", "we cut our hair", "we smoked" de forma descontextualizada não saberemos dizer se expressam fatos ou hábitos, ou seja, não podemos afirmar que o texto se refere a uma ocasião específica ou se reporta algo que se repetiu no tempo. Outros elementos podem ajudar a esclarecer a questão.

Operadores temporais
Um aspecto é a ausência, nesse primeiro parágrafo, de um operador temporal. Como não há a determinação de um tempo específico para o que está sendo relatado (apenas a menção à década de 1920 de maneira genérica na introdução ao texto), tendemos a achar que se trata de hábitos.

Outro fator que contribui para a explicitação do tema é a presença do "used to" logo no segundo período para se referir a coisas que a geração de Carol fazia, e que as mães nunca fizeram. O parágrafo composto dessa forma sugere que entendamos "we shocked our parents in many ways" e 'we cut our hair, we wore short skirts, we smoked, and went dancing" como expressões de hábitos e não de fatos.

Ainda em "I loved dancing a dance called Charleston", o texto continua relatando hábitos do passado. O elemento que rompe com a sequência de hábitos é a presença, no último período, do advérbio de frequência once, que significa "uma vez". Esse advérbio dá ao verbo "won" ("to win") o sentido de expressão de um fato. Com "I once won a prize for that", o texto revela que uma vez Carol ganhou um prêmio por dançar Charleston, ou seja, revela um fato.

Observe que o uso de advérbios (sobretudo de advérbios de frequência) em períodos compostos pelo "simple past" pode nos ajudar a compreender o sentido que se quis dar ao texto com a utilização desse tempo verbal. Procure analisar os outros parágrafos agora que você já tem elementos para isso.

Inglês