Gama Filho e UniverCidade descredenciadas pelo MEC

Pelo menos 3 faculdades querem alunos das descredenciadas do RJ

Luciano Pádua

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após o descredenciamento da Universidade Gama Filho e da UniverCidade (Centro Universitário da Cidade), ambas controladas pela Galileo Educacional, instituições de ensino superior do Rio já demonstram interesse em receber os seus quase doze mil alunos. As universidades Estácio de Sá, Veiga de Almeida e Fundação Getúlio Vargas já oficializaram a intenção. Seus representantes se reunirão com o MEC nessa semana.

O processo, chamado de transferência assistida, será feito em conjunto com o MEC (Ministério da Educação) a partir do lançamento de um edital na próxima quinta-feira (23). As melhores propostas no ponto de vista do Ministério terão o direito de receber os alunos.

A Estácio de Sá informou, em nota, que está "disposta a participar do processo de transferência assistida" e que aguardará a publicação do Edital de Transferência Assistida.  A Universidade Veiga de Almeida afirmou que também estará presente na concorrência, mas se preocupa com os pré-requisitos pedagógicos para poder incluir os novos estudantes.

"A UVA informa que disponibilizará vagas em seus cursos de graduação de acordo com os critérios pedagógicos, acadêmicos e de equivalência curricular estabelecidos pelo seu regimento interno em consonância com as diretrizes do MEC", diz trecho da nota enviada ao UOL.

A FGV-Rio revelou que "pretende contribuir nesse esforço do MEC de realocar os alunos, recebendo grupos que sejam adequados ao tamanho das escolas da FGV e, principalmente, estudantes que tenham interesse e qualificação para acompanhar o programa das escolas".

Já a PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio) disse que analisará caso a caso eventuais pedidos de transferência, mas que não participará do edital do MEC.

O Ibmec disse que está verificando os trâmites legais para participar do edital. "Caso haja a possibilidade de absorver esses alunos, o Ibmec, reafirmando seu compromisso em oferecer educação com alto padrão de  qualidade, fará uma criteriosa seleção dos candidatos, prezando sempre pela excelência do ensino da instituição", afirmou em nota.

Procurada pela reportagem do UOL, a Universidade Cândido Mendes não respondeu até o fechamento desta matéria.

Prazos e propostas

De acordo com o MEC, as instituições de ensino interessadas terão até o dia 10 de fevereiro para apresentar suas propostas. "O objetivo da política de transferência assistida é garantir o aproveitamento dos estudos realizados e a permanência do aluno em programas federais de acesso à educação superior, além de assegurar condições satisfatórias de qualidade da oferta, economicamente compatíveis, aos estudantes em situação de transferência acadêmica", informa a pasta em nota de seu site.

Alunos das universidades se reuniram em Brasília na quinta-feira (16) com o secretário de regulação e supervisão do MEC, Jorge Messias, e representantes do Ministério Público Federal, da Secretaria Nacional do Consumidor e do Ministério da Justiça. O próximo encontro entre as partes, segundo o ministério, está marcado para a próxima terça-feira (21).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos