Topo

Inep anuncia quebra de segurança na prova do Encceja e analisa impacto

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

2019-05-21T21:16:59

2019-05-21T22:39:11

21/05/2019 21h16Atualizada em 21/05/2019 22h39

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) informou na noite de hoje que está analisando os desdobramentos de uma quebra em um protocolo de segurança envolvendo a prova do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). O instituto, no entanto, nega que tenha acontecido um vazamento da prova.

O Encceja dá certificação de ensino fundamental e médio e é uma oportunidade para quem não concluiu os estudos na idade adequada. As inscrições para o exame começaram ontem e já alcançaram mais de 700 mil registros --número considerado recorde pelo Inep. O prazo para inscrições vai até o dia 31 de maio.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirmou que a falha aconteceu no envio da prova para a gráfica responsável pela impressão.

A entrega, segundo ele, é feita de forma física por dois servidores, que devem viajar separadamente de Brasília até São Paulo, onde fica a gráfica. O primeiro fica responsável por levar uma mídia física, protegida por senha. Já o segundo fica responsável por memorizar a senha para informá-la apenas dentro de uma sala segura quando estiver na gráfica.

"O que aconteceu é que a pessoa que levou a senha esqueceu [o código]", disse Lopes. "E levou [o caso] para o seu superior, que entrou na sala cofre [em Brasília], obteve novamente a senha e informou por via eletrônica à pessoa que estava lá na sala cofre da gráfica. Isso é uma quebra no protocolo. O certo seria a gravação de uma nova mídia, a memorização de uma nova senha e o reenvio dessa nova mídia e senha para a gráfica", afirmou.

O caso foi classificado pelo Inep como uma quebra de "alto risco" no protocolo de segurança. Segundo Lopes, as pessoas envolvidas no episódio serão exoneradas. O presidente afirmou, ainda, que o instituto analisa se precisará refazer a prova do Encceja deste ano.

O Inep, segundo ele, continuará recebendo as inscrições dos candidatos que desejam fazer o Encceja. "Estamos informando que foi um desvio de conduta que aconteceu, para tranquilizar as pessoas que estão se preparando para o Encceja", disse.

Para se inscrever, os interessados precisam acessar a página do exame. As provas são gratuitas e têm previsão de serem aplicadas no dia 25 de agosto.

Mais Educação