PUBLICIDADE
Topo

Enem

Enem: Empregada doméstica faz prova para tentar cursar gastronomia

Maria Bernadete de Goes, 43, é empregada doméstica e quer cursar gastronomia: mudança de vida pelo estudo - Aliny Gama/ UOL
Maria Bernadete de Goes, 43, é empregada doméstica e quer cursar gastronomia: mudança de vida pelo estudo Imagem: Aliny Gama/ UOL

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

03/11/2019 15h42

O sonho de ter um curso superior e melhorar a qualidade de vida levou a empregada doméstica Maria Bernadete de Goes, 43, a estudar todas as noites depois do trabalho para se capacitar a fim de se submeter às provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Ela conta que saiu cedo do trabalho para não se atrasar e chegar com calma ao local de prova. É a terceira vez que Goes faz o Enem, mas nos outros anos não pensava em gastronomia.

"Ano passado não fiz Enem porque não deu para estudar, mas em 2016 e 2017 eu fiz pensando em outro curso da área de educação. Hoje, quero gastronomia porque quero me especializar no que já sei fazer", conta Maria Bernadete.

Ela foi uma das primeiras a chegar no prédio da faculdade Estácio, no bairro da Jatiúca, em Maceió. "Vim em busca de um sonho, quero montar meu restaurante ou até trabalhar como gastrônoma para uma grande rede. Não sabia onde era o local da prova, mas ontem estive aqui para aprender e já deu certo", diz.

De família humilde, do interior de Alagoas, Maria Bernadete, afirma que, caso consiga entrar em gastronomia, será a primeira da família cursar uma universidade. "Minha família me apoia e está na torcida. Estudei sozinha, todas as noites e nesses últimos dias dei um reforço em português, redação e matemática. Também assisto todos os noticiários e leio muito", explica.

Maria Bernadete concluiu o ensino médio em 2015, num curso de educação para jovens e adultos. "Me esforço pra melhorar minha vida e sei que isso vai acontecer pelo estudo", assinala.

Enem