PUBLICIDADE
Topo

Educação

Enem


Juiz adia início de show de sambista para não atrapalhar prova do Enem

O cantor Tiee - Reprodução - 14.jun.2016/Facebook/tieeoficial
O cantor Tiee Imagem: Reprodução - 14.jun.2016/Facebook/tieeoficial

Do UOL, em São Paulo

03/11/2019 11h49

O juiz federal Renato Cesar Pessanha De Souza determinou que um evento com show do sambista Tiee comece apenas após o término do primeiro dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será realizado hoje em todo o país. O magistrado atendeu pedido do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) contra o evento "Aquela Feijoada", em Barra do Piraí, cidade a cerca de 125 quilômetros da capital fluminense.

O evento "Aquela Feijoada" está marcado para iniciar às 13h. Agora, com a decisão do magistrado, o show no evento só poderá começar após as 20h. A prova do Enem começa às 13h30, com encerramento previsto para as 19h.

À Justiça, o INEP argumentou que se preocupa "com as condições do local destinado à aplicação do exame", o que seria "de suma importância para assegurar que não haja interferência de qualquer ordem no resultado da avaliação dos participantes". Para isso, busca locais que permitam "conforto térmico e acústico adequados".

Perto do local do evento, estão três escolas que aplicarão o exame para 759 candidatos. Desses, seis possuem condições especiais e poderão terminar a prova com tempo adicional, após as 19h.

O INEP alega que, antes, tentou um acerto a organizadora do evento, mas não as "tratativas não foram frutíferas".

Ao determinar o adiamento do início do evento, o juiz disse que o Enem "é de inegável importância". Ele lamentou não ter tido tempo de fazer uma perícia no local, já que a decisão, tomada no plantão, no final da tarde de ontem, aconteceu um dia antes da aplicação do exame. O Inep entrou com a ação na Justiça Federal ontem.

Mas, com os argumentos apresentados, ele decidiu "que a probabilidade de haver um ruído excessivo capaz de quebrar a isonomia na aplicação da prova em desfavor daqueles que a fizerem nos locais indicados na inicial é grande e efetiva".

O evento poderá começar as 13h, como previsto, mas o show "ou qualquer outro tipo de emissão sonora", apenas as 20h. Caso a ordem não seja cumprida, a multa prevista é de R$ 100 mil. O UOL ligou para os contatos dos organizadores do show, mas não foi atendido até o fim da manhã de hoje. No local do evento, um atendente disse que a determinação judicial seria cumprida.

Enem