PUBLICIDADE
Topo

Pastor Milton Ribeiro aceita convite de Bolsonaro para comando do MEC

Guilherme Mazieiro, Carla Araújo e Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em Brasília e São Paulo

10/07/2020 17h33Atualizada em 10/07/2020 22h09

O professor e pastor Milton Ribeiro aceitou o convite de Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o comando do MEC (Ministério da Educação). A informação foi confirmada ao UOL por um ministro próximo ao presidente e divulgada por Bolsonaro em suas redes sociais. (Veja a publicação abaixo)

Ele chega ao ministério com bom trânsito entre os evangélicos e já era cotado para o posto antes mesmo de Weintraub assumir. O cargo está vago desde 18 de junho.

Seu nome foi oficializado minutos após a postagem de Bolsonaro, em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) publicada nesta sexta-feira (10).

Pastor presbiteriano, Ribeiro é membro da Comissão de Ética Pública, ligada à Presidência da República. Foi nomeado por Bolsonaro para o cargo em maio de 2019. Seu mandato na comissão vai até 2022.

Em seu currículo lattes, atualizado pela última vez em abril de 2019, Ribeiro informa ter graduação em Teologia e em Direito. Também diz ser mestre em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e doutor em Educação pela USP (Universidade de São Paulo).

Além disso, diz ter especialização em Velho Testamento pelo Centro Teológico Andrew Jumper, em Teologia do Velho Testamento pelo Mackenzie, em Gestão Universitária pelo CRUB (Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras) e em Direito Imobiliário pela FMU (Faculdade Metropolitanas Unidas).

Membro do conselho deliberativo da entidade mantenedora do Mackenzie, Ribeiro também atuou como reitor em exercício e vice-reitor da universidade.