PUBLICIDADE
Topo

Enem

Conteúdo publicado há
1 mês

Tema de redação da reaplicação do Enem é 'falta de empatia nas relações'

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

23/02/2021 13h48

A falta de empatia nas relações sociais é o tema da redação para a reaplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, minutos após o início da prova.

Hoje é o primeiro dia de reaplicação do Enem, que está mais longo porque abrange questões de linguagens e ciências humanas, além da redação. Amanhã, acontece o segundo dia, com matemática e ciências da natureza.

A previsão é que 235 mil estudantes realizem a reaplicação —a prova começou às 13h30 e se estende até as 19h.

A reaplicação é feita todo ano para candidatos que tenham tido algum problema —desde que esteja previsto em edital— que os impossibilite de fazer a prova nos dias corretos. No Enem 2020, a reaplicação ganhou mais relevância porque o candidato com sintomas de covid-19 (e outras doenças infectocontagiosas), mesmo sem diagnóstico confirmado, pôde solicitar inscrição.

Os candidatos que tiveram problemas no Enem digital também fazem hoje a reaplicação, mas a versão é a impressa —além da pandemia, "incidentes logísticos", como queda de energia e desastres naturais que comprometam a infraestrutura do local de prova, são justificativas para fazer a prova hoje e amanhã.

Como funciona a prova?

A reaplicação é uma prova no formato do Enem impresso. Mesmo que um candidato estivesse inscrito inicialmente para o Enem digital, a reaplicação será em formato impresso.

São 180 questões objetivas e uma redação:

1º dia

Duração: 5 horas e meia
Conteúdo: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e uma redação;

2° dia

Duração:
5 horas
Conteúdo: 45 questões de matemática e 45 questões de ciências da natureza.

Enem