Ministro do STF critica procuradora que quer explicações do MEC

Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, criticou na quinta-feira, 27, a atuação da subprocuradora-geral da República Deborah Duprat, titular da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, que decidiu pedir informações ao Ministério da Educação (MEC). A subprocuradora quer que o governo se explique sobre o ofício que determinou que gestores dos institutos federais indicassem os nomes dos estudantes que participam no movimento de ocupação nas escolas.

"Ainda ontem eu lia nos jornais que a doutora Débora está movendo uma ação porque o ministro da Educação está tomando medidas para desocupação das escolas. Ninguém tomou medida para evitar a ocupação das escolas, que está interrompendo um serviço público essencial", disse Gilmar Mendes nesta quinta-feira, durante sessão do STF.

"Mas agora que o ministro da Educação está anotando nomes dos invasores, se diz que isso fere os direitos humanos. É um país muito estranho esse", completou o ministro.

Na semana passada, o MEC enviou ofício aos dirigentes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica determinando que eles enviem os nomes dos estudantes que ocupam unidades de ensino em todas as regiões do País. Deborah quer saber qual o motivo da identificação dos estudantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos