Cardinais e ordinais: Aspectos do número

Roberto Perides Moisés e Luciano Castro Lima, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Os numerais podem ser cardinais ou ordinais. O número cardinal é aquele que expressa uma quantidade absoluta, enquanto o número ordinal indica a ordem ou a série em que determinado número se encontra incluído.

Em geral, aprendemos e nos acostumamos tão facilmente a passar do ponto de vista cardinal para o ordinal, que quase não distinguimos mais essa diferença. Num exemplo simples: o mês de setembro é composto de 30 dias. O número 30 indica o total, a quantidade absoluta, de dias desse mês. Trata-se, portanto, de um número cardinal.

Porém, empregamos outro ponto de vista quando dizemos "dia 30 de setembro". Nesse caso o número 30 não está sendo usado para indicar os 30 dias do mês, mas o trigésimo dia de setembro, especificando o seu lugar na ordem de sucessão dos dias desse mês, explicando uma ordem. Trata-se, então, de uma utilização ordinal.

Tabela de numerais cardinais e ordinais

No dia-a-dia, falamos com muito mais freqüência os numerais cardinais (um, dois, três), que os ordinais (primeiro, segundo, terceiro). Isso leva a ter dificuldade em se lembrar como dizer essas palavras. A tabela abaixo o ajudará:

Cardinal Ordinal Cardinal Ordinal
Um Primeiro Quarenta Quadragésimo
Dois Segundo Cinqüenta Qüinquagésimo
Três Terceiro Sessenta Sexagésimo
Quatro Quarto Setenta Septuagésimo
Cinco Quinto Oitenta Octogésimo
Seis Sexto Noventa Nonagésimo
Sete Sétimo Cem Centésimo
Oito Oitavo Cento e um Centésimo primeiro
Nove Nono Duzentos Ducentésimo
Dez Décimo Trezentos Trecentésimo
Onze Décimo primeiro Quatrocentos Quadringentésimo
Doze Décimo segundo Quinhentos Qüingentésimo
Treze Décimo terceiro Seiscentos Sexcentésimo
Catorze Décimo quarto Setecentos Septingentésimo
Quinze Décimo quinto Oitocentos Octingentésimo
Dezesseis Décimo sexto Novecentos Nongentésimo
Dezessete Décimo sétimo Mil Milésimo
Dezoito Décimo oitavo Mil e um Milésimo primeiro
Dezenove Décimo nono Milhão Milionésimo
Vinte Vigésimo Bilhão Bilionésimo
Vinte e um Vigésimo primeiro Trilhão Trilionésimo
Trinta Trigésimo etc. etc.

 

Código numérico

Na nossa vida cotidiana, utilizamos os números em algumas situações que não revelam nem seu aspecto cardinal nem ordinal. São os código numerais.

Um exemplo disso são os números de telefones. O fato de telefonarmos para 190, telefone da polícia, não significa nem que o 190 é o 190º número de telefone, nem que existem, até ele, 190 telefones. É apenas um código (no lugar dos números, poderiam haver letras também. Imagine um telefone com letras, em vez de números nas teclas? Você ligaria, por exemplo, para o AGJ, em vez de 190!). Outro exemplo comum de código numérico são os códigos de barras, aquelas barrinhas pretas nos produtos em que você compra.

Roberto Perides Moisés e Luciano Castro Lima, Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação é mestre em educação matemática (USP) e prof. do Col. Santa Cruz e das Universidades Sumaré e São Judas. Luciano Castro Lima é coordenador de matemática do Ceteac - Centro de estudos e trabalho em educação e cultura.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos