PUBLICIDADE
Topo

Professores municipais decidem retomar greve no Rio

Do UOL, em São Paulo

20/09/2013 13h58Atualizada em 20/09/2013 14h23

Os profissionais de educação da rede municipal do Rio de Janeiro decidiram nesta sexta-feira (20) retomar a greve que havia sido suspensa no último dia 10. A assembleia foi realizada no Clube Municipal da Tijuca, na zona norte da cidade.

A paralisação foi retomada, porque a categoria considerou insatisfatória a proposta de plano de carreira encaminhada pelo prefeito Eduardo Paes à Câmara dos Vereadores na última terça.

O grupo pretende agora fazer uma passeata até a prefeitura do Rio.

O impasse entre a prefeitura e os profissionais da educação começou no início do agosto, quando a categoria decidiu entrar em greve.

A paralisação foi suspensa no dia 10 de setembro, mas os profissionais entraram em estado de greve para pressionar o governo municipal a cumprir os acordos firmados em reuniões com o sindicato.

Na terça, os profissionais da educação realizam uma paralisação de 24h. Durante o ato, eles chegaram a fechar a avenida Rio Branco, no centro do Rio.

Em nota, a Prefeitura do Rio disse que "lamenta que o sindicato, em vez de levar o debate para o Parlamento, insista com uma greve que só prejudica os alunos do município". A administração municipal também afirma que cumpriu todos os acordos estabelecidos em negociação com o Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação), incluindo a apresentação de um plano de cargos e salários. 

A rede estadual decidiu em assembleia realizada na segunda (16) manter a greve que começou no dia 8 de agosto.