Topo

Educação

Vestibular


Enem 2014: Candidatos criticam textos longos e redação 'surpreendente'

“Foi um tema nada a ver com que está acontecendo no Brasil”, diz Fabiani Fernandes - Junior Lago/UOL
“Foi um tema nada a ver com que está acontecendo no Brasil”, diz Fabiani Fernandes Imagem: Junior Lago/UOL

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

09/11/2014 17h51

Os candidatos do Enem 2014 (Exame Nacional do Ensino Médio) 2014 da unidade da Uninove na Barra Funda, em São Paulo, criticaram os longos enunciados na prova de português e o tema “surpreendente” da redação.

Neste ano, o exame cobrou que os estudantes fizessem um texto dissertativo sobre publicidade infantil. A maioria dos entrevistados pelo UOL disse que estava esperando temas mais atuais, como ebola, crise hídrica, copa do mundo e manifestações.

“Foi um tema nada a ver com que está acontecendo no Brasil”, opinou Fabiani Fernandes, de 23 anos, que pretende cursar medicina. “Ninguém esperava. Todo mundo estudou outras coisas que estavam acontecendo na atualidade.”

A estudante reclamou ainda do tamanho dos textos na prova de linguagens e códigos. “Muito textos, enormes e cansativos. Você começava a ler e quando chegava no final tinha que voltar. Achei um pouco abusivo o tamanho.”

Débora de Castro, 21, concorda. “A gente imaginava água, ebola, política, tudo menos publicidade infantil”, diz. “Eu fiz [a redação], mas não posso dizer que fui bem. Escrevi o que eu sabia”, opina a candidata, que pretende fazer veterinária.

Ela lembra que foi usada na prova a pintura “Guernica”, de Pablo Picasso. “Caiu em forma de charge, com um carro no meio e falando sobre os acidentes na época do carnaval”, lembra.

Karla Forlini, 43, professora de português do ensino fundamental e do EJA (Educação para Jovens e Adultos), também reclamou do tamanho das questões neste segundo dia de provas do Enem. “Achei que as questões estavam muito extensas, mas é uma questão de adaptação”, analisa. Ela conta que foi cobrada muita interpretação de texto e literatura na disciplina que ela dá aula.

O único dos candidatos ouvidos que elogiou o tema de redação foi John Experdião, de 17 anos. O estudante ‘previu’ a proposta abordada em um exercício escolar. “A redação foi uma das coisas mais fáceis”, conta.

Mais Vestibular