PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

BH: prefeitura autoriza volta às aulas presenciais para alunos até o 9º ano

Alunos poderão frequentar as escolas em tempo integral, desde que respeitando o distanciamento de 2 metros entre eles - Divulgação/Secretaria de Estado de Educação-MG
Alunos poderão frequentar as escolas em tempo integral, desde que respeitando o distanciamento de 2 metros entre eles Imagem: Divulgação/Secretaria de Estado de Educação-MG

Mariana Durães

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

18/06/2021 16h41

A prefeitura de Belo Horizonte anunciou hoje que alunos até o 9º ano poderão voltar às atividades presenciais nas escolas. A decisão passa a valer na publicação do decreto - o que deve ocorre amanhã.

As secretarias municipais de Saúde e Educação não limitaram a quantidade de alunos por turma, mas a recomendação é de que permitam a presença de 50%. Para o retorno, no entanto, é obrigatório cumprir um distanciamento mínimo de dois metros entre os estudantes.

"O que não quer dizer que as escolas tenham que fazer isso a partir de amanhã. As escolas com certeza terão que se adaptar e fazer as contas para ver quantos alunos podem ficar na sala. Se o tamanho da sala permitir, todos os alunos podem ir à escola, desde que mantido os dois metros", explicou o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado. Ele também destacou que a volta é uma decisão individual das famílias.

A decisão, segundo o secretário de Saúde, é segura porque os indicadores da pandemia de covid-19 têm melhorado na capital. Porém, lembrou que o acompanhamento dos números é feito semanalmente e que podem, melhorar ou piorar.

Na segunda-feira (21), a rede municipal da capital abrirá para alunos de 6 a 12 anos, como já estava previsto anteriormente. As unidades serão reorganizadas para que os demais do Ensino Fundamental possam retornar.

Além disso, a prefeitura anunciou que a educação infantil poderá frequentar as escolas em tempo integral, ou seja, até 8 horas por dia e todos os dias. As crianças de 0 a 5 anos já estavam realizando atividades presenciais dois dias na semana.

A secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, agradeceu à população de Belo Horizonte por "adesão aos protocolos e por um "comportamento" que permitiu a volta de crianças às escolas. Mas lembrou a importância das medidas, e pediu que o entendimento continue.

Ela lembrou, ainda, que os protocolos vão além do distanciamento, e ressaltou que as escolas precisam analisar individualmente suas condições de receber os alunos com organização e segurança.

"Na verdade, as salas de aula estão dependentes dos protocolos, que não são apenas a questão do distanciamento de dois metros. Mas, também, a ventilação cruzada, a higienização, os espaços apropriados", disse.