PUBLICIDADE
Topo

Enem

Como temas de atualidades podem cair no Enem e em outros vestibulares

Retirada de todas as tropas americanas do Afeganistão é um dos temas que podem cair na prova do Enem - Getty Images
Retirada de todas as tropas americanas do Afeganistão é um dos temas que podem cair na prova do Enem Imagem: Getty Images

Carolina Cunha

Colaboração para o UOL

12/11/2021 04h00

Quem quer conseguir uma boa nota no vestibular precisa estar bem informado sobre as últimas notícias. Acontecimentos recentes são recorrentes nas provas e servem para abordar conteúdos das mais diversas disciplinas ou mesmo como tema de redação.

Por isso, um bom repertório sobre fatos do Brasil e do mundo é fundamental.

"Nos vestibulares, o aluno precisa relacionar toda a bagagem teórica adquirida com a realidade que o cerca. Não há questões específicas de atualidades. Elas aparecem em questões de diversas disciplinas baseadas nos eventos mais recentes do Brasil e do mundo", diz Renato Piton, professor de geografia do Oficina do Estudante, em Campinas (SP).

Paulo Inácio Vieira Carvalho, coordenador de geografia do Colégio Etapa, destaca que as atualidades aparecem com frequência para estimular o aluno a pensar no contexto e nas consequências de determinados acontecimentos.

"Especialmente em geografia, acontecimentos recentes podem ser utilizados para mobilizar questões que tratam de geopolítica, urbanização e geografia física, solicitando análises de causas e consequências", diz.

Mas fatos muito recentes não costumam ser cobrados. Isso porque os vestibulares e o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) começam a ser preparados com muito tempo de antecedência.

"As questões de atualidades geralmente cobradas são assuntos mais consolidados e que permeiam grandes temas, como a questão racial, cidadania, imigração e meio ambiente, por exemplo", diz Daily de Matos, coordenador de história do Curso e Colégio Objetivo.

A dica do professor é que o estudante tenha em mente as atualidades de pelo menos dois anos anteriores à prova. Datas marcantes, as chamadas efemérides, também precisam ser levadas em consideração durante os estudos.

Os professores recomendam uma rotina diária com horários para ler, ouvir ou assistir a noticiários de fontes confiáveis.

Porém, apenas a atenção às notícias não garante o aprendizado. "É necessário também um olhar atento e preparado para enxergar além da notícia, para conseguir ver os conteúdos das disciplinas escolares nas entrelinhas da matéria", diz Piton.

Também recomendo um caminho reverso: após estudar algum conteúdo técnico, o vestibulando deve buscar a notícia, ir atrás de como a realidade se relaciona com aquilo que acabou de aprender ou revisar."
Renato Piton, professor de geografia do Oficina do Estudante

Confira a seguir uma lista de possíveis temas de atualidades para estudar.

Crise climática global

protesto cop - ANDY BUCHANAN / AFP - ANDY BUCHANAN / AFP
Manifestantes do Extinction Rebellion exibem faixa com a mensagem "Estamos de olho em vocês", em protesto durante a COP26
Imagem: ANDY BUCHANAN / AFP

As mudanças climáticas são alterações no estado do clima da Terra. Esse fenômeno pode ter origem natural ou antrópica.

Atualmente essas mudanças têm ocorrido de forma intensa em razão da emissão de combustíveis fósseis, provocando o aumento da temperatura da Terra e eventos extremos como intensas secas, ondas de calor, chuvas recordes, incêndios florestais, entre outros.

Para manter o aquecimento global em níveis mais seguros e evitar uma catástrofe climática, governos negociam acordos e planos de corte de emissões para os próximos anos, como o Acordo de Paris e as metas da conferência da COP-26.

"Os vestibulares podem exigir do estudante percepções sobre a intensidade de eventos climáticos, como o calor extremo no Canadá, a incidência de neve em regiões áridas dos Estados Unidos e, ainda, as severas ondas de frio que afetaram as regiões Sul e Sudeste do Brasil, além do avanço da desertificação no sertão nordestino", afirma Paulo Inácio Vieira Carvalho, do Etapa.

Bicentenário da Independência do Brasil

O Brasil comemora, em 2022, o bicentenário de sua Independência de Portugal. "É uma efeméride importante e que pode cair em questões de história", diz Daily Matos, do Colégio Objetivo.

Os vestibulares podem abordar o contexto geral da Independência do Brasil buscando informações sobre os antecedentes, a formação do Império, o próprio evento, a comparação com outros processos de independência na América Latina e a relação com os dias atuais.

coronavirus - Oscar Del Pozo/Getty Images - Oscar Del Pozo/Getty Images
Imagem: Oscar Del Pozo/Getty Images

Pandemia de covid

A pandemia do coronavírus é o grande acontecimento mundial dos últimos dois anos e envolve uma série de conhecimentos e impactos globais. Nos vestibulares, podem ser cobrados aspectos biológicos como as estruturas dos vírus, genética, conceitos sobre controle de emergências sanitárias, mecanismo de imunização de vacinas, globalização, desinformação e fake news, trabalho a distância e desigualdades sociais.

"Mudanças nas condições de trabalho, sistemas de transporte e comunicação, produção e funcionamento das vacinas podem aparecer", diz Renato Piton, do Oficina do Estudante. Ou alguma questão com comparações históricas entre a atual pandemia e pandemias do passado, como a gripe espanhola (1918-1920) e a Revolta da Vacina (1904).

Crise hídrica e energética no Brasil

A matriz energética brasileira é muito dependente das hidrelétricas. O baixo volume de chuvas tem comprometido o uso de hidrelétricas e o desabastecimento dos principais reservatórios de água do país, demandando o acionamento de mais termelétricas para a geração de energia.

Entre as principais consequências da crise, estão o encarecimento das contas de energia elétrica e dos serviços e bens de consumo, influenciando no aumento da inflação, no agravamento da crise econômica e no risco de apagão nas áreas urbanas e rurais.

Em paralelo, ocorre o crescimento de novas fontes de energia limpa como a energia eólica e a solar.

20 anos do 11 de Setembro

11 de setembro - Divulgação/ BBC - Divulgação/ BBC
World Trade Center, atingido em atentado em 11 de setembro de 2001
Imagem: Divulgação/ BBC

Em 11 de setembro de 2001, atentados praticados por membros do grupo terrorista Al Qaeda causaram a morte de cerca de 3.000 pessoas nos EUA. Um dos símbolos desse atentado foi a colisão de aviões contra os edifícios das torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York, provocando o seu desabamento.

O atentado originou uma série de questões geopolíticas, como uma coalizão militar liderada pelo governo americano para invadir o Afeganistão. "Na ocasião, esse evento culminou na ocupação do Afeganistão e na queda do regime Talibã. Agora, o grupo retorna ao controle do país, em meio à retirada de tropas americanas e de estrangeiros do país. Os vestibulares podem abordar os paralelos entre esses dois eventos", diz Vieira Carvalho.

Tecnologias e a sociedade digital

A tecnologia e seu impacto na sociedade é um tema que aparece em diversos vestibulares. Em 2020, entrou em vigor no Brasil a Lei Geral de Proteção de Dados, que regula o uso de dados pessoais e o armazenamento desse tipo de informação por empresas e instituições públicas.

A privacidade nas redes e o vazamento de dados pessoais na internet, a questão da desinformação e os efeitos das fake news nas redes sociais, o acesso do brasileiro à internet, o trabalho virtual, a aparição de novas celebridades no meio digital (influenciadores) e a cultura do cancelamento são temas que podem ser abordados.

Cultura indígena e direitos no Brasil

A cultura indígena é fundamental para a formação da identidade do povo brasileiro. O processo de colonização dizimou os povos originários e atualmente a população indígena no Brasil vive uma série de ameaças como a dificuldade no processo de demarcação de terras, novas leis que tramitam no Congresso Nacional, as invasões nas terras já demarcadas e conflitos com garimpeiros, mineradores, extrativistas ilegais e fazendeiros.

Uma das questões políticas mais atuais é o debate sobre o marco temporal dos territórios indígenas, tese que está em discussão no STF (Supremo Tribunal Federal).

marco temporal - Fernanda Pierucci/UOL - Fernanda Pierucci/UOL
Acampamento dos indígenas contra o marco temporal, em Brasília
Imagem: Fernanda Pierucci/UOL

Redução da atividade industrial brasileira

No Brasil, o setor industrial apresentou grande crescimento de 1930 a partir da Era Vargas até 1990. Nos últimos anos, o Brasil vive um fenômeno chamado de desindustrialização, com a diminuição da participação da indústria no PIB (Produto Interno Bruto).

"A Ford, por exemplo, encerrou suas atividades no Brasil em 2020, afetando outros setores da indústria automotiva. O vestibular pode cobrar a compreensão da redução da atividade industrial do Brasil", diz Vieira Carvalho.

Enquanto a indústria perde sua escala, a produção de produtos primários, como as commodities, voltaram a ganhar importância econômica no Brasil.

Agricultura e agronegócio no Brasil

O agronegócio brasileiro possui grande importância para o PIB e pode bater novos recordes de safra e exportações em 2021. O processo de expansão do agronegócio, os modelos fundiários e a relação com a globalização podem ser cobrados.

"Os vestibulares podem exigir do estudante análises sobre o superávit da balança comercial, a modernização da agricultura brasileira e a concentração fundiária", diz o professor.

graos - Jorge Araujo/Folhapress - Jorge Araujo/Folhapress
Safra de grãos, um dos produtos de exportação do agronegócio no Brasil
Imagem: Jorge Araujo/Folhapress

Crise econômica e pobreza no Brasil

Os problemas econômicos vêm trazendo o agravamento de uma série de indicadores sociais que impactam a vida dos brasileiros, como o aumento do desemprego e da insegurança alimentar.

"Nesse contexto, os exames podem exigir a interpretação de tabelas e gráficos sobre o impacto da falta de emprego, relacionando-os com os conceitos de desemprego conjuntural e estrutural, além da precarização das condições de trabalho."

Queimadas e desmatamento

A região do Pantanal sofreu uma série de queimadas recordes, que provocaram danos à fauna, à flora e ao meio ambiente. O desmatamento na Amazônia também é um tema atual e pode ser associado a projetos de mineração, garimpo, exploração da madeira, aumento da expansão agrícola e pecuária e diversas outras atividades econômicas que pressionam o bioma.

Dados de 2021 do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostram que as regiões da Amazônia afetadas por queimadas e desmatamento estão levando a floresta toda a emitir mais carbono do que consegue absorver.

Conflitos mundiais e Oriente Médio

Nos últimos dois anos, aconteceram importantes eventos geopolíticos no mundo como a retirada de tropas estadunidenses do Afeganistão e do Iraque, o agravamento da tensão com a Coreia do Norte, o aumento do protagonismo da China, Irã e Turquia na política mundial, entre outros.

No Oriente Médio, entre as principais apostas em geopolítica está o acirramento do conflito entre Israel e Palestina, que possuem uma rivalidade histórica. Em 2021, houve uma nova escalada de violência motivada por despejos de famílias palestinas para a construção de assentamentos israelenses.

Enem