PUBLICIDADE
Topo

Enem

É hora de treinar: veja dicas de influencers para a reta final do Enem 2021

Lucas Felpi, Rafael Lemos Bastos, o "Mr. Bean da Matemática", e Débora Aladim - Divulgação e Estêvão Andrade
Lucas Felpi, Rafael Lemos Bastos, o "Mr. Bean da Matemática", e Débora Aladim Imagem: Divulgação e Estêvão Andrade

Ana Carla Bermúdez

Colaboração para o UOL

13/10/2021 04h00

Faltam poucas semanas para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será realizado nos dias 21 e 28 de novembro deste ano. Mas não é hora de entrar em pânico: nessa reta final, é importante manter o equilíbrio e focar principalmente na resolução de exercícios e simulados da prova —assim, você já conhecerá o modelo das questões no dia do exame.

As dicas são de influencers de educação ouvidos pelo UOL, que ressaltam haver uma infinidade de conteúdos gratuitos, publicados em redes como Instagram, YouTube e TikTok, que podem ajudar muito na hora de estudar.

Veja a seguir as principais sugestões dos influencers para melhorar seu preparo para o Enem.

Tenha um cronograma de estudos

Para o youtuber Lucas Felpi, 20, um dos segredos para a reta final do Enem é a organização. "Quem já tem um cronograma de estudos há mais tempo vai estar mais tranquilo para poder seguir isso agora, mas dá tempo de montar um cronograma para essas últimas semanas", afirma o jovem, que hoje tem cerca de 493 mil inscritos em seu canal no YouTube.

Conhecido por ter tirado nota 1.000 na redação do Enem 2018 —e nela ter feito uma citação ao seriado "Black Mirror"—, Felpi sugere que esse calendário seja organizado de acordo com os temas mais cobrados nas áreas de conhecimento avaliadas pelo exame.

"Dá para pegar as matérias que mais caem de matemática, geografia, português, por exemplo, e dividir de acordo com as semanas que faltam, deixando duas semanas ou uma semana antes da prova só para revisão", explica.

Tudo isso, é claro, sem deixar de lado a prova de redação. "Recomendo revisar os conteúdos que mais caem na prova e focar na redação, que é a única prova que você pode tirar mil", diz Débora Aladim, 23, que dá dicas de redação e história para quase 3 milhões de seguidores em seu canal no YouTube.

"Esse momento final é [para] consolidar muito do que você já estudou ou então pegar o que seria um maior custo-benefício: o que você consegue estudar em menos tempo, mas tem mais chance de cair e de pontuar na prova", complementa Felpi.

Treinar é fundamental

Mas nada de ficar só na teoria. Estudar, agora, também é praticar. "A melhor forma de se preparar para o Enem neste momento é treinar muito, resolver muitos exercícios. Não pode ter preguiça", diz Rafael Lemos Bastos, 32, que faz sucesso no TikTok como o "Mr. Bean da Matemática" —são quase 2 milhões de seguidores só nesta rede social.

Professor de matemática e estatística na UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais), ele também é professor contratado pelo programa de aceleração #AprendaNoTikTok, que tem como objetivo apoiar o conteúdo educativo no Brasil.

Ele destaca que, na matemática, entre os temas que mais caem —e que, portanto, os alunos devem treinar mais— estão os seguintes assuntos:

Os youtubers também destacam a importância do treino. "Agora é praticar bastante, especialmente refazer as últimas provas do Enem, para se acostumar com o tipo de questão, com a interpretação de texto e ao ritmo cansativo da prova, para chegar ao dia sabendo o que te espera", diz Aladim.

"É importante fazer simulados, provas de anos anteriores. Isso que vai fazer você realmente dominar a prova. Se você não treinar a prova em si, não vai entender como funcionam os exercícios", afirma Felpi.

Foco na redação

Uma das provas mais esperadas pelos candidatos do Enem é a redação. Para ela, além do treino, os influencers recomendam buscar conhecer o formato cobrado: o aluno deve redigir um texto dissertativo-argumentativo com uma proposta de intervenção a um problema apresentado.

"A redação do Enem tem todo um modelo, e uma vez que você encontra seu jeitinho de escrever fica muito mais fácil", afirma Aladim. "Isso é um ponto positivo para os alunos: não depende tanto de criatividade e inspiração quanto de prática e estrutura, então, mesmo que você ache que na hora vai dar um "branco", se estiver praticando a escrita, grande parte do caminho já está andado."

Felpi destaca que, nesse processo de treino, os candidatos devem buscar ter algum tipo de retorno sobre os textos que escreveram. "Se você escreve várias vezes sem perceber onde estão os erros, você não vai melhorar. O importante é que você acabe a redação, perceba onde pode melhorar e vá corrigindo seus erros", afirma, citando que esse feedback pode vir de professores, amigos ou até mesmo de familiares.

Não conseguiu estudar? Ainda dá tempo

Com a pandemia do coronavírus, muitos alunos tiveram as aulas presenciais suspensas por diversos meses e acabaram tendo dificuldades no acesso a conteúdos de preparação para o Enem.

Os influencers são unânimes ao dizer que, apesar de faltar pouco tempo para a prova, ainda dá para correr atrás do prejuízo.

Vamos esquecer o que aconteceu de hoje para trás e dedicar daqui até o dia do Enem. Se a pessoa ainda não estudou, está desanimada, é hora de levantar a cabeça que ainda dá tempo."
Rafael Lemos Bastos, professor e youtuber

"Cada pessoa tem uma meta, um sonho e um caminho", afirma Felpi, que sugere que o candidato faça uma análise de quantas pessoas entraram no curso desejado por ele no ano passado e de quais foram as notas dessas pessoas.

"Assim, se o último candidato que passou nesse curso que eu quero tirou 700 de média, eu vou batalhar, fazer simulados para conseguir tirar notas no mínimo semelhantes", diz ele. "Não se compare com pessoas que não estão no mesmo nível que você, se coloque no lugar de 'eu quero essa vaga, esse curso', então essa é minha meta."

Enem