Conteúdo publicado há 5 meses

Quem foi prejudicado por chuvas poderá fazer Enem em dezembro, diz ministro

Alunos que foram prejudicados pelas condições climáticas no país poderão participar da reaplicação do Enem nos dias 12 e 13 de dezembro, informou o ministro da Educação, Camilo Santana.

O que aconteceu:

Camilo diz que foi resolvido o problema da falta de energia elétrica em locais de aplicação da prova em São Paulo, onde um temporal deixou 2,1 milhões de residências sem luz na sexta (3).

Mas pelo menos um local de prova registrou problema com falta de energia em SP. Na zona leste, estudantes fizeram a prova com a claridade da janela por 2 horas até um gerador ser instalado no prédio.

Camilo acrescentou que o governo não foi notificado sobre ocorrências relativas à seca que teriam prejudicado candidatos do Norte do país.

Até agora, nenhuma intercorrência. Os problemas que nós tínhamos de falta de eletrificação nas escolas de São Paulo foram sanados, em parceria com o Ministério de Minas e Energia, com a equipe do MEC e, também, com a equipe do governo do estado de São Paulo.
Ministro Camilo Santana

Camilo Santana ainda fez um balanço sobre a logística para aplicação das provas aos mais de 3,9 milhões de inscritos do Enem 2023. "Todos os malotes foram entregues, no horário, às escolas. São, aproximadamente, 132 mil salas de aula de aplicação das provas, hoje".

O ministro também destacou as novidades relacionadas à acessibilidade de candidatos com deficiência. "Na prova, tanto os gráficos, como as figuras serão coloridas para facilitar às pessoas que são daltônicas ou tenham alguns problemas [de visão]. O cartão resposta vai ser ampliado também para pessoas que têm problema de visão".

O ministro também destacou o trabalho do Inep, responsável por conduzir o processo do Enem desde a sala de situação da instituição, onde todo o processo de realização do Enem é monitorado, desde o início da inscrição, passando pela aplicação da prova, até o término. "380 mil colaboradores estão envolvidos hoje na aplicação dessa prova, sejam coordenadores, aplicadores de prova, sejam da Polícia Militar, da Polícia Federal ou da Polícia Rodoviária Federal", disse.

Deixe seu comentário

Só para assinantes