Topo

Teste seus conhecimentos sobre a África

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

O continente africano é o segundo mais populoso do planeta, atrás apenas da Ásia, e o terceiro maior em área. Extremamente complexo e diversificado, esse espaço concentra a origem de diversas culturas que se espalharam pelo mundo e se enraizaram fortemente em países longínquos, como o Brasil e os Estados Unidos. Apesar da sua enorme importância, a África ainda é pouco presente nas escolas, nas universidades e na mídia. No teste a seguir, você descobrirá se seus conhecimentos sobre a África estão afiados ou não. Boa sorte!

  1. 112

    Estudos científicos recentes têm tentado demonstrar a antiga teoria de que a humanidade moderna surgiu há mais de 100 mil anos na África. Entre as localidades onde já foram encontrados vestígios dos primeiros seres humanos (Homo sapiens), estão:

    Getty Images/iStockphoto
    Getty Images/iStockphoto
    1. Kanjera, no atual Quênia; Omo, na atual Etiópia; na atual África do Sul, entre os Khomani

      Fragmentos de ossos humanos foram encontrados em várias partes da África. Em 1932, um pesquisador achou dois crânios no sítio de Kanjera, oeste do Quênia. Segundo R. Leakey, esses fósseis podem ter cerca de 200 mil anos e seriam de Homo sapiens. Em 1967, restos de dois indivíduos da mesma espécie foram escavados do vale do Omo, sudoeste da Etiópia. Teriam mais de 100 mil anos. Mais recente, uma pesquisa genética americana indicou o sul da África como o primeiro potencial repositório de genes de humanos modernos.

    2. Ilha de São Vicente, no atual Cabo Verde, e Kemakwie, na atual Serra Leoa
    3. Minya, no atual Egito; Akroma, na atual Líbia; e Sousse, na atual Tunísia
  2. 212

    Os cinco países originados da colonização portuguesa na África são:

    1. Camarões, São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique e Senegal
    2. Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Angola e Moçambique

      A ocupação portuguesa de terras africanas se estruturou principalmente nas "beiradas" do continente, nos territórios que constituem os atuais Guiné-Bissau, Angola e Moçambique. Os arquipélagos de São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, no Atlântico, foram importantes entrepostos para o tráfico escravagista português. Todas essas nações conquistaram suas independências entre 1974 e 1975, após anos de lutas contra a presença colonial.

    3. São Tomé e Príncipe, Tanzânia, África do Sul, Angola e Marrocos
    4. São Tomé e Príncipe, África do Sul, Angola, Líbia e Etiópia
  3. 312

    O racismo foi institucionalizado em territórios africanos a partir do século 19, com o imperialismo europeu. As políticas privilegiavam a minoria branca em detrimento da maioria negra. Na África do Sul, essa triste situação só acabaria em 1994, com a eleição de Nelson Mandela à presidência. Ali, o sistema de segregação ficou conhecido como:

    1. Estatuto do Indigenato
    2. Apartheid

      O regime racista do apartheid foi instaurado em 1948 na África do Sul, quando o Partido Nacional subiu ao poder, com o presidente Daniel François Malan. O sistema classificava as pessoas conforme a sua cor e suprimiu praticamente todos os direitos dos não brancos. Casamentos inter-raciais foram proibidos e os negros não podiam votar.

    3. Ku Klux Klan
  4. 412

    As leis racistas da África do Sul impediam que brancos e negros morassem no mesmo bairro. Assim, nos anos 1950, uma comunidade para negros foi criada ao lado de Joanesburgo, sem praticamente nenhuma infraestrutura. Uma manifestação por direitos iguais levaria a um massacre no local em 1976. Qual é o nome dessa localidade?

    1. Soweto

      O bairro de Sophiatown, no subúrbio de Joanesburgo, concentrava uma grande população de negros havia décadas. Com o crescimento de bairros majoritariamente brancos ao redor e com a adoção da "Lei da Imoralidade" em 1950 (que proibia brancos e negros de conviverem na mesma vizinhança), as autoridades ganharam um motivo para remover os negros à força de Sophiatown. Dezenas de milhares de pessoas foram, assim, transferidas para a área que ficou conhecida como Soweto (iniciais de "South West Township"), assentamento fora da cidade e que não contava nem com coleta de esgoto ou iluminação pública.

    2. Sophiatown
    3. District Six
  5. 512

    É uma religião desenvolvida na Etiópia, na década de 1930, com traços hebraicos e cristãos, e que tem no músico jamaicano Bob Marley um dos seus mais famosos seguidores:

    1. Reggae
    2. Vodu
    3. Rastafári

      O rastafári centra a sua fé em torno da figura do imperador Hailé Selassié I (1892-1975), encarnação de Deus (Jah) na Terra, assim como fora Jesus Cristo. Coroado em 1930, Selassié governou a Etiópia, nação com uma riquíssima cultura milenar e que havia se tornado colônia britânica. Atribuía-se a ele a descendência de um importante personagem bíblico, Salomão, rei de Israel. A Itália fascista de Benito Mussolini invadiu a Etiópia nos anos 1930 e Selassié se refugiou na Inglaterra. Os italianos foram expulsos na década seguinte e Selassié reinou até ser deposto por um golpe em 1974. Os preceitos rastas são interpretados a partir da Bíblia. Incluem o vegetarianismo e o uso de maconha em seus ritos sagrados.

    4. Iorubá
  6. 612

    Trata-se da religião mais difundida no território africano atualmente:

    1. Judaísmo
    2. Islã

      Segundo o historiador Tshishiku Tshibangu, "enquanto a cristandade apresentava-se como aliada do colonialismo, os Estados muçulmanos opuseram contra as potências coloniais uma resistência das mais determinadas". Esse aspecto pode ajudar a explicar o sucesso de expansão do Islã na África, principalmente a partir do norte do continente, onde a crença vigora há mais de um milênio. Apesar da força das duas religiões monoteístas, as religiões tradicionais africanas têm persistido. "Para grande número de cristãos e muçulmanos, os valores morais continuam a emanar, com maior ênfase, da antiga cosmologia", como o respeito pelos ancestrais, escreve Tshibangu.

    3. Cristianismo
  7. 712

    O país que hoje tem a maior população da África deve se tornar, segundo projeções, o terceiro mais populoso do mundo em 2050, desbancando os Estados Unidos. Sua capital é Abuja, cuja região metropolitana já é a maior do continente. Qual é esse país?

    1. República Democrática do Congo
    2. Congo
    3. Níger
    4. Nigéria

      Uma projeção demográfica divulgada pela ONU (Organização das Nações Unidas) revela que a Nigéria, que em 2015 tinha 183,5 milhões de habitantes, deve mais do que dobrar a sua população até 2050, chegando a 440 milhões de pessoas naquele ano. Em 2100, o último ano do século 21, os nigerianos podem atingir a marca de 913 milhões, "só um pouco" menos do que o 1,085 bilhão da declinante população chinesa.

  8. 812

    O que foi a Diáspora Africana?

    1. Movimento migratório de povos do norte da África para as regiões subsaarianas
    2. Emigração forçada de milhões de africanos como escravos para a América

      Entre os séculos 16 e 19, milhões de africanos foram submetidos ao regime da escravidão. O destino da maioria deles foi o trabalho forçado nas colônias europeias na América, entre as quais o Brasil. Muitas vezes, todos os vínculos familiares dos cativos eram cortados de maneira irreversível. Esse enorme deslocamento de populações, que desestruturou povos inteiros, passou a ser conhecido como Diáspora Africana, em correspondência com a alcunha recebida por outros fluxos migratórios forçados na história, como a Diáspora Judaica.

    3. Retorno à África de parte dos escravos libertos na América
  9. 912

    O sistema escravagista retirou à força, durante quase quatro séculos, milhões de pessoas da África, destinadas ao trabalho compulsório na América. Quantos seres humanos foram traficados do solo africano como escravos no período colonial?

    1. 12,5 milhões

      O pesquisador David Eltis, da Universidade de Emory, nos Estados Unidos, calculou em 2010 que pouco mais de 12,5 milhões de pessoas foram traficadas como escravos da África para a América entre o início do século 16 e o fim do 19. Ele estimou que cada viagem teria embarcado, em média, 304 africanos. Essas pessoas eram transportadas nos porões dos navios, em péssimas condições sanitárias e sujeitas à fome, à sede e a várias doenças. Em decorrência disso, um porcentual elevado de cativos morria ainda no mar. Somente no Brasil, desembarcaram ao menos 5,8 milhões de africanos no mesmo período.

    2. 3,5 milhões
    3. 5 milhões
    4. 4 milhões
  10. 1012

    A influência africana na cultura brasileira é enorme. Até mesmo a língua portuguesa falada no país tem várias características adquiridas de maneirismos da África. Quais das palavras a seguir foram contribuições africanas para o nosso idioma?

    1. Marimbondo, fubá e cafuné

      As palavras "marimbondo", "fubá" e "cafuné" têm origem no idioma quimbundo, falado em partes de Angola. "Oxalá", "fulano" e "açúcar" vêm do árabe. E "tiririca", "jacaré" e "mirim" surgiram do tupi. As informações são do Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa, de Antônio Geraldo da Cunha.

    2. Oxalá, fulano e açúcar
    3. Tiririca, jacaré e mirim
  11. 1112

    O que têm em comum a nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, o moçambicano Mia Couto, a sul-africana Nadine Gordimer e o angolano Pepetela?

    1. São escritores africanos com reconhecimento internacional

      Adichie, nascida em 1977, já ganhou diversos prêmios internacionais. Seus romances, como "Hibisco roxo", foram traduzidos para mais de 30 línguas. Autor de "Terra sonâmbula" e outros livros, Couto é um dos mais prestigiados autores africanos e de língua portuguesa da atualidade, com sua obra publicada em mais de 20 idiomas. Gordimer, que escrevia proficuamente em denúncia ao apartheid, ganhou o prêmio Nobel de Literatura em 1991. Ela lançou "Beethoven era 1/6 negro" e muitos outros livros. Por sua vez, Pepetela tem uma vasta obra sobre Angola, onde nasceu e lutou pela independência. Ganhou o Prêmio Camões em 1997 e é autor de, entre outros, "Lueji: o nascimento dum império".

    2. São músicos populares com carreira sólida na África
    3. São artistas plásticos africanos que já expuseram no Brasil
  12. 1212

    Freddie Mercury, vocalista do Queen; J.R.R. Tolkien, autor de O senhor dos anéis; o jogador Eusébio, considerado um dos melhores futebolistas da história; e Albert Camus, filósofo e escritor ganhador do Prêmio Nobel, podem ter vindo à fama na Europa, mas todos nasceram na África. Os atuais países de origem desses ícones são, respectivamente:

    1. Zâmbia, Nigéria, Angola e Marrocos
    2. Zâmbia, África do Sul, Guiné e Mali
    3. Tanzânia, África do Sul, Moçambique e Argélia

      Filho de indianos, Mercury nasceu em 1946 na ilha de Zanzibar, no Oceano Índico, parte de um arquipélago que hoje pertence à Tanzânia. À época de seu nascimento, o local era um protetorado britânico. Situada na atual África do Sul, Bloemfontein, cidade também pertencente a uma antiga colônia britânica, foi o berço de J.R.R., em 1892. Eusébio, um dos responsáveis por levar a seleção portuguesa de futebol às semifinais da Copa de 1966, nasceu em 1942 em Lourenço Marques (atual Maputo), em Moçambique. Camus veio ao mundo em 1913 em Mondovi, na Argélia, então colônia francesa.

    4. Quênia, Zimbábue, Cabo Verde e Chade
  • Estude mais!

    Você não foi bem :( Que tal ler algumas fichas sobre a África?

    [[pts]] de 12 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Razoável!

    Você provou que tem boa noção sobre a realidade do continente africano. Que tal refazer o teste para gabaritá-lo?

    [[pts]] de 12 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Sabe-tudo!

    Você mostrou que é um bom conhecedor do continente africano! Parabéns!

    [[pts]] de 12 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • [[pts]] de 12 pontos

    Gostou do resultado? Compartilhe!

Educação