Topo

Educação

Enem


Youtubers dão dicas para quem vai fazer o Enem neste domingo

Para o professor Noslen Borges, que tem um canal com o seu nome, é preciso que o estudante pratique exercícios leves sobre temas que ele já conhece bem - Reprodução
Para o professor Noslen Borges, que tem um canal com o seu nome, é preciso que o estudante pratique exercícios leves sobre temas que ele já conhece bem Imagem: Reprodução

Giorgia Cavicchioli

Colaboração para o UOL

29/10/2019 18h18

Resumo da notícia

  • Prova de redação, linguagens e ciências humanas acontece em 3 de novembro
  • Funções da linguagem, variação linguística e gêneros textuais são os temas cobrados na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
  • Na prova de inglê, os conteúdos mais pedidos são expressões idiomáticas, leitura e tempos verbais

A primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 acontece no próximo domingo (3) e irá trazer questões sobre linguagens e ciências humanas. Além disso, também será aplicada a prova de redação.

O UOL ouviu as dicas dos professores youtubers que vão fazer parte do Preparadão do Enem no próximo dia 30 de outubro, no Ginásio do Ibirapuera. Veja a seguir.

Língua portuguesa

De acordo com o professor de português Noslen Borges, que tem um canal com o seu nome, é preciso que o estudante pratique exercícios leves sobre temas que ele já conhece bem e que são historicamente pedidos na prova.

Borges diz que os conteúdos mais cobrados são funções da linguagem, variação linguística e gêneros textuais. Em literatura, ele diz que modernismo é o tema mais recorrente nos últimos 10 anos. Em redação, ele aposta que será cobrado algum tema na área de saúde. "Vacina é uma bandeira que está sendo defendida com muita veemência, até no âmbito governamental", disse.


Para se preparar para as provas, o professor indica que os estudantes peguem os exames dos últimos anos e façam todos eles. "Vale muito a pena para você ir entendendo a dinâmica da prova, como vai ser cobrado, o direcionamento das questões e o tempo que você demora para fazer a prova", afirmou.

Para o dia da prova, ele diz que o candidato não deve perder muito tempo em uma só questão e nem voltar para alguma que ele já tenha feito. "Fez a questão e tem certeza da resposta? Nunca mais volte para ela. Só para passar para o gabarito", recomendou.

Redação

A dinâmica da prova é algo muito citado pela médica Monalisa Nunes, que tem um canal que dá dicas de estudo para quem se candidata a uma vaga no curso de medicina. Por isso, ela recomenda que os estudantes usem um cronômetro para treinar quanto tempo demoram para realizar uma questão.

Segundo ela, um dos conteúdos mais negligenciados pelos estudantes é a redação. Com sua experiência, ela diz que muitos acham que estão estudando para essa parte do exame, mas não estão fazendo da forma correta. Porém, essa é a parte que mais dá pontos para quem realiza a prova. Sendo assim, Monalisa incentiva os candidatos a treinarem muito a parte de texto.

"Tem que simular a redação. Aí você vai cronometrar o tempo, não vai levantar da cadeira e vai dar para alguém corrigir. Isso tudo é prática. Mas cuide da sua saúde mental em todos os âmbitos. Dormir é importante. Tenha também uma válvula de escape, tenha seu momento. Vá ver um filme e encontrar amigos", afirmou.

Língua estrangeira

Outro conteúdo que os alunos não levam tão a sério é o idioma inglês. De acordo com, Carina Fragozo, do canal English in Brazil, muitos estudantes acham que não é preciso se dedicar tanto à matéria e negligenciam algo que poderá os ajudar.

"A prova de língua estrangeira tem só cinco questões. Então, muitos alunos ficam 'ah, então nem vou me preocupar. São só cinco questões'. Mas a gente tem que pensar que são cinco questões que representam 11% da prova de linguagens e códigos. Inglês representa 11% da sua nota. Então, você precisa, de fato sair, na frente dos seus concorrentes", disse.

Sendo assim, Carina afirma que os conteúdos que os estudantes mais precisam estudar por serem os mais encontrados na prova de inglês são expressões idiomáticas, leitura e tempos verbais.

"Dá para estudar para outras matérias usando o inglês. Acompanhar o Twitter de famosos também já é um tipo de leitura. Dá para estudar até com música. Já caíram várias músicas no Enem", explicou. Mesmo reconhecendo que a prova de inglês é temida por muitos que não dominam o idioma, Carina diz que não é preciso saber tudo sobre a língua para resolver as questões com tranquilidade.

"Se bater o pânico vendo um texto, em primeiro lugar, é bom dar uma olhada em todas as palavras que você conhece. Não é preciso entender tudo para compreender o todo. Você não precisa entender cada palavra. Você só tem que se perguntar: o que o texto está querendo me dizer?", afirma.

Enem