Topo

Educação

Enem


De bike, estudante de Letras faz Enem pela quinta vez para "seguir ritmo"

Enem 2019: A candidata Reigileide Vieira, 27, usou uma bicicleta para se locomover até o local de prova em Maceió (AL) - Carlos Madeiro/ UOL
Enem 2019: A candidata Reigileide Vieira, 27, usou uma bicicleta para se locomover até o local de prova em Maceió (AL) Imagem: Carlos Madeiro/ UOL

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

10/11/2019 13h11

Depois de quatro tentativas para conseguir ingressar em uma universidade pública, a estudante de Letras do Ifal (Instituto Federal de Alagoas), Reigileide Vieira, 27, presta Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019 sem interesse por uma vaga, mas para "não perder o ritmo".

Apaixonada por bicicleta, ela pedalou por mais de 5 km do centro de Maceió, onde mora, até chegar ao Centro Universitário Tiradentes, no bairro de Cruz das Almas, litoral da cidade. "Chego suada, cansada, mas adoro bicicleta", diz.

Mas antes de fazer as provas sem compromisso, a baiana de Presidente Jânio Quadros iniciou em 2011, São Paulo, uma verdadeira saga de Enems para chegar até a universidade gratuita.

"Nesse primeiro ano não consegui nota para entrar. Voltei a fazer prova em 2013, quando não tive nota para passar em uma universidade pública, mas ganhei uma bolsa de 50% do ProUni [Programa Universidade Para Todos]", conta.

Entretanto, a grana apertou, e em 2017 ela decidiu que iria tentar novamente uma vaga em faculdade pública. Foi aí que, com a nota do Enem 2018, acabou sendo aprovada para o curso de Letras em Maceió.

"Não conhecia ninguém aqui, mas estava decidida a estudar em uma universidade pública. Peguei minha nota, fui olhando locais e consegui a vaga aqui", conta a estudante, que faz Enem pela quinta vez, a primeira delas em Maceió e a primeira que foi de bike.

"Em São Paulo ia de ônibus, era mais longe, não dava para ir de bicicleta", conta a estudante, que pretende realizar provas todos os anos até se formar no curso de Letras. "Acho importante, não quero deixar de fazer e seguir o ritmo. É um pouco cansativo, mas vale a pena."

Enem