PUBLICIDADE
Topo

Enem

Veja 12 fatores que podem zerar sua redação no Enem

Candidatos terão cinco horas e mei para resolver 90 questões e escrever a redação - Divulgação
Candidatos terão cinco horas e mei para resolver 90 questões e escrever a redação Imagem: Divulgação

Carolina Cunha

Colaboração para o UOL

01/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Prova de redação acontece no próximo domingo (3)
  • Candidatos devem produzir um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo
  • Redação com letra ilegível poderá não ser avaliada

Todo candidato quer alcançar uma boa pontuação na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.

A prova tem uma série de exigências básicas que precisam ser cumpridas. Essas regras estão na cartilha do participante, elaborada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Mas, afinal, o que pode gerar uma nota zero?

O UOL conversou com as professoras Gabriela de Araújo Carvalho, coordenadora de redação do Curso Poliedro, e Fabiana Parra de Lazzari, professora de português do Colégio Bandeirantes, sobre as situações que você precisa evitar na hora de escrever.

1) Fuga do tema

Um exemplo é a prova de 2017, cujo tema foi "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil". "Você não deve discutir sobre problemas relativos à educação em geral, ou sobre a educação de pessoas portadoras de deficiência visual, um erro que foi relativamente frequente", diz Fabiana.

A professora Gabriela cita outro exemplo, quando o tema foi "A persistência da violência contra a mulher", em 2015. Nesse caso, o tema "persistência" deveria ser ressaltado, e não, simplesmente, a violência contra a mulher na sociedade brasileira.

Mesmo assuntos relacionados podem ser um problema. "Caso se produzisse um texto sobre feminismo, ele também não atenderia ao tema proposto. O ideal é se atentar às palavras-chave da proposta. A nota ficaria reduzida caso o resultado final tangencie o tema, ou seja, caso trate de alguns pontos relativos a ele e não de outros", explica Gabriela.

2) Sem poemas ou experimentalismos

A prova de redação pede a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política.

Redação

Brasil Escola

Sua redação terá de defender uma tese (uma opinião a respeito do tema proposto). A tese é mais do que uma simples exposição de ideias. Evite elaborar um texto de caráter apenas expositivo e assuma claramente um ponto de vista.

"Você deve escrever um texto opinativo, embasado em argumentação consistente, e essa discussão deve centrar-se no tema dado pela banca", explica Fabiana.

A professora Gabriela também aponta o perigo de experimentações no desenvolvimento da argumentação. "Um poema seria zerado. Um híbrido, com dois parágrafos, por exemplo, poderia não ser zerado, mas ter a nota reduzida", diz.

3) Menos de sete linhas

O texto da redação pode ter até 30 linhas. Mas perde ponto quem escrever pouco. Qualquer seja o conteúdo, se o candidato escrever até sete linhas, o texto é anulado.

Para desenvolver uma tese, é importante justificar sua posição com argumentos. "Para as exigências, em poucas linhas não seria possível desenvolver uma argumentação. Ainda assim, textos muito curtos com menos de sete linhas também costumam ter descontos na nota por não cumprirem as exigências de conteúdo", afirma Gabriela.

Para efeito de avaliação e de contagem do mínimo de linhas escritas, os trechos que representarem cópia dos textos da Prova de Redação ou do Caderno de Questões serão desconsiderados em relação ao total de linhas escritas, valendo somente as que foram produzidas pelo participante.

4) Cópia integral de texto(s)

Os textos motivadores servem como contextualização e estímulo ao estudante. A cópia integral de textos da prova, inclusive da parte de testes, zera a redação.

"As linhas copiadas serão desconsideradas durante a correção. Isso faz com que um texto com muitos trechos de cópia, mesmo com desenvolvimento de trechos autorais, tenha nota diminuída", diz Gabriela.

O aluno pode inserir uma citação na redação do Enem. O recurso ajuda a dar base às suas ideias e argumentos. No entanto, é preciso ter cuidado com o plágio de conteúdo. "Não há problemas em se mencionar a frase de um autor, desde que devidamente identificado. O que não se deve é tomar para si as palavras de outro autor", lembra Fabiana.

5) Brincadeiras e desenhos

Em qualquer parte da redação, qualquer elemento, textual ou não, considerado despropositado para o desenvolvimento de uma dissertação sobre o tema apresentado poderá levar à anulação do texto todo.

"Exemplos conhecidos são a inserção de uma receita de miojo ou o hino de algum time de futebol misturado à produção textual", diz Gabriela, que recomenda evitar qualquer tipo de brincadeira.

6) Números ou emojis

Números ou sinais gráficos fora do texto e sem função clara, assinatura ou marca são absolutamente inadequados na redação do Enem. Cuidado também com o uso de emojis e desenhos.

"Nem mesmo aqueles sinais que alguns jovens colocam nas provas, por exemplo, símbolos que denotam boa sorte, podem ser feitos na folha de redação", conta Fabiana.

7) Desconexão do tema

Não insira elementos estranhos ao tema e ao seu projeto de texto, ou que atentem contra a seriedade do exame. Para ter sua redação anulada por esse critério, é preciso que o uso seja feito de forma proposital, pontual e desarticulada da argumentação feita na redação.

"Desde o ano em que candidatos fizeram brincadeiras em suas redações, o Enem passou a zerar os textos que trouxessem partes, mesmo que pequenas, desconectadas do tema", diz Fabiana.

São exemplos reflexões sobre o próprio processo de escrita, a prova ou seu próprio desempenho no exame, bilhetes destinados à banca avaliadora, mensagens políticas ou de protesto, orações, mensagens religiosas, frases desconectadas do corpo do texto, trechos de música, de hino, de poema ou de qualquer texto.

8) Assinatura ou apelido

Por uma questão ética, o corretor não pode, de modo algum, saber quem é o autor daquela redação", revela Fabiana. Você não pode identificar-se, seja por meio do nome, ou de assinatura/rubrica, ou mesmo escrevendo seu apelido fora do espaço designado para essa finalidade.

9) Texto predominante em língua estrangeira

Leva zero a redação que for escrita em outra língua que não a portuguesa. "Caso apenas algumas palavras estejam nessas condições, haverá desconto na nota", observa Gabriela.

10 ) Folha em branco

Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho é fator de anulação. A dica da professora Fabiana é ficar atento ao relógio.

"Este fator me preocupa um pouco: uma vez que o tempo de prova não é longo, o candidato pode não ter tempo de passar a redação a limpo, e de nada adianta você ter feito o texto na folha de rascunho. Desse modo, fique muito atento ao tempo destinado à escrita da redação", afirma.

11) Apresentar letra ilegível

Procure escrever sua redação com letra legível para evitar dúvidas no momento da avaliação.

Redação considerada com letra ilegível por dois avaliadores poderá não ser avaliada. "Caso apenas algumas palavras estejam ilegíveis, o aluno perde pontos da nota", aponta Gabriela.

12) Ainda leva zero se desrespeitar os direitos humanos?

Até o Enem 2017, ferir os direitos humanos era considerado uma infração grave e poderia zerar a prova de redação, mas uma medida do STF mudou a regra. Mesmo com a esperada mudança de tom na prova deste ano, a regra de respeito aos direitos humanos ainda permanece.

Segundo o manual de redação do Inep, um dos cinco itens que serão avaliados no texto é a capacidade de "elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos".

Na prática, ferir os direitos humanos não zera redação, mas diminui a pontuação do candidato. O Inep exemplifica algumas ideias que serão sempre consideradas contrárias aos direitos humanos, como discursos de ódio, a defesa de tortura, mutilação, execução sumária e qualquer forma de "justiça com as próprias mãos".

Enem