PUBLICIDADE
Topo

Dia do Folclore: você sabe de onde vêm os personagens e lendas brasileiras?

O Saci é um dos personagens que fazem parte do folclore brasileiro. Qual é a origem das nossas lendas? - Divulgação
O Saci é um dos personagens que fazem parte do folclore brasileiro. Qual é a origem das nossas lendas? Imagem: Divulgação

Murilo Matias

Colaboração para o UOL

22/08/2021 04h00

Patrimônio cultural, identidade, hábitos alimentares, tradições, festas, saberes comuns. Relacionando-se com o que há de mais profundo em uma sociedade, o folclore abrange todas essas manifestações de caráter popular e é comemorado internacionalmente no dia 22 de agosto. Esta é a data do surgimento da palavra, em 1846, e cuja tradução do inglês combina os termos povo e cultura.

"É importante que histórias perpassem gerações e cheguem a nós até hoje, mas é fundamental olhar para trás e refletir como surgiram essas lendas, práticas, hábitos. Buscar o conhecimento de múltiplos pontos de vista para além da história que nos é contada. Não sabemos, por exemplo, a família étnico-racial de muitos de nossos heróis indígenas", observa a atriz e cantora Verônica da Costa, que há três anos ministra o curso Letramento Racial para públicos de diferentes idades.

O contato com o passado a partir da revisão da árvore genealógica dos participantes, um dos exercícios das aulas, ajuda a evidenciar a estrutura racial junto da responsabilidade de reparação e rompimento de tradições que carregam exploração, mergulhando em muitos assuntos do folclore.

"Existem diferentes raízes africanas e indígenas que podem ter dado origem à história do Saci, para citar um caso bem conhecido. Pode ter sido um africano escravizado cuja perna foi cortada e saiu vagando pela mata, pode ser uma criança indígena que perdeu a perna, são múltiplas teorias", diz Verônica.

A artista conta que os estudos sobre o tema se iniciaram com a escritora Sonia Rosa, autora de livros infantis com personagens pretos e outros títulos abordando aspectos do folclore. Ela é criadora de um grupo de pesquisa acerca de relações étnico-raciais, branquitude e letramento.

Na mesma linha, a professora de letras e artes Irene Dorte ressalta a combinação das dinâmicas sociais da atualidade e os aspectos do passado num fluxo contínuo.

"A tradição permanece, a história continua, entretanto dialoga com o presente. Isso provoca a curiosidade e o interesse dos estudantes em pesquisar e se inteirar da nossa cultura, que não é estática no tempo, se recria e se transforma junto com as subjetividades dos indivíduos em cada época", afirma.

O livro "O Pequeno Príncipe Preto", de Rodrigo França, pode ser uma boa representação para versões que ganham espaço de forma a expandir e a dar novo significado a muito do que já se conhece. O autor aborda uma história do folclore universal utilizando contextos e experiências originais e causando, portanto, novo impacto para distintos segmentos.

"Pensar sob essa perspectiva de atualização do folclore é uma forma também de permanência. Não falo da descaracterização das manifestações ou da negação delas, e sim da adaptação", define Irene, mestre em artes cênicas.

"Recentemente, elaborei um projeto interdisciplinar em que os alunos e alunas desenvolveram brinquedos da cultura popular, como peteca, pipa, elástico, pião, bilboquê, vai-e-vem, telefone sem fio, barangandão, ioiô, catavento, pega-palitos, cama de gato, com material reciclado. Objetos do nosso folclore que perduram em nossa memória coletiva como sendo brinquedos de madeira, penas, papel, entre outros materiais rústicos, agora são de garrafa pet, lata, plástico", complementa a pesquisadora.

Em 1951, no 1º Congresso Brasileiro de Folclore, realizado no Rio de Janeiro, elaborou-se um documento cujo conteúdo determinava o fato folclórico conforme "as maneiras de pensar, sentir e agir de um povo, preservadas pela tradição popular e pela imitação, condena o preconceito de só considerar como folclórico o fato espiritual e aconselha o estudo da vida popular em toda sua plenitude, quer no aspecto material, quer no aspecto espiritual".

Sete décadas depois, muita coisa mudou e outras tantas permaneceram como eram. Em meio a isso, o folclore segue manifestando o que há de mais vivo e simbólico na cultura dos povos dentro e fora da data catalogada em sua homenagem.

Que tal conhecer mais sobre o assunto?

Veja a lista com sugestões de livros:

Contos Indígenas Brasileiros - Daniel Munduruku

Preço: R$ 28,10*

Comprar

Contos Indígenas Brasileiros - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Os oitos contos têm a intenção de retratar, através de seus mitos, a caminhada de alguns dos povos indígenas do Norte ao Sul do país. Há guaranis, carajás, mundurukus, tukanos, entre outros. A leitura dessas histórias dá às crianças e aos demais leitores uma ampla visão de nossa herança cultural. Editora Global.

O Pequeno Príncipe Preto - Rodrigo França

Preço: R$ 21,89*

Comprar

O Pequeno Príncipe Preto - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

"O Pequeno Príncipe Preto" fala da importância de valorizar quem somos e de onde viemos. Saindo de um minúsculo planeta, onde existe apenas a árvore Baobá, sua única companheira, o menino viaja espalhando amor e empatia descritos em forma de conto e poesia pelo autor. Editora Nova Fronteira.

Feijoada - Sonia Rosa

Preço: R$ 9,81*

Comprar

Feijoada - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Os hábitos alimentares expressam parte central da cultura dos povos, sendo elemento determinante do folclore. Em "Feijoada", Sonia Rosa conta sobre a origem da iguaria, marca registrada da cozinha nacional, que foi trazida pelos portugueses ao Brasil na versão feijão com miúdos de porco. Ao ser adotada pelos escravizados, recebeu outros sabores. As páginas são ilustradas por Rosinha Campos. Editora Pallas.

Dinâmica do Folclore - Edison Carneiro

Preço: R$ 27,44*

Comprar

Dinâmica do Folclore - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Edison Carneiro afirma que o folclore é parte integrante da área das ciências antropológicas e o define como "um corpo orgânico de modos de sentir, pensar e agir peculiares às camadas populares das sociedades civilizadas". O autor contextualiza fenômenos folclóricos a partir disso, misturando tradição e pontos de inovação. Escrita há mais de 50 anos, a obra é referência para estudos sobre o tema. Editora WMF Martins Fontes.

As Religiões no Rio - João do Rio

Preço: R$ 46,87*

Comprar

As Religiões no Rio - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Indispensável para entender as manifestações ligadas à crença e à religiosidade —elementos fundamentais do folclore—, o livro de João do Rio proporciona entrevistas com líderes de diversas religiões. Publicado na forma de reportagem no início do século 20, oferece conteúdo de caráter histórico e etnográfico aos interessados no assunto. Editora José Olympio.

Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro - Januária Cristina Alves

Preço: R$ 57*

Comprar

Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Em sua primeira edição, o livro publicado em novembro de 2017 reúne 141 personagens do folclore nacional, significativas e recorrentes. A autora apresenta diferentes aspectos da cultura brasileira a partir do contato com relatos e histórias provenientes de diversas fontes e origens: africana, indígena, oriental, europeia. Editora FTD Educação.

Auto da Compadecida - Ariano Suassuna

Preço: R$ 24,90*

Comprar

Auto da Compadecida - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O livro apresenta as relações e modos de vida dos personagens em uma história localizada no nordeste brasileiro. Os diálogos repletos de linguagem oral e regionalismos apresentam fartos elementos da literatura de cordel, da comédia, da cultura popular e das tradições religiosas da época. Editora Nova Fronteira.

O Folclore em Questão - Florestan Fernandes -

Preço: R$ 57,20*

Comprar

O Folclore em Questão - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O livro expõe dados de forma crítica a fim de estimular debates sobre a cultura nacional revisando as perspectivas do folclore. As tendências das pesquisas nas universidades na época do lançamento e a referência a outros autores que tratam da temática também aparecem na obra. Editora WMF Martins Fontes.

Meninas Negras - Madu Costa

Preço: R$ 12*

Comprar

Meninas Negras - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Apresentando elementos típicos do folclore, a exemplo da contação oral de histórias de geração para geração e valorização dos antepassados, o livro também exprime a memória coletiva de povos e da identidade afrodescendente, reforçando de forma lúdica a autoestima da criança a partir de sua cultura e de sua cor. A obra faz parte da coleção Griot Mirim. Editora Mazza Edições.

Coração Musical do Bumba Meu Boi - Heloisa Prieto

Preço: R$ 34,37*

Comprar

Coração Musical do Bumba Meu Boi - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

As páginas resgatam a tradição do Bumba Meu Boi, com ilustrações de Jô Oliveira. A autora percorre as obras de Mário de Andrade e Guimarães Rosa e revisita o universo mágico da sua infância. O livro integra uma coleção que apresenta temas da cultura popular e do cotidiano da criança, prestigiando a autoria nacional. Publicado pela editora Estrela Cultural.

Uma dica: costuma fazer compras online? Assinar o Amazon Prime pode ser uma boa alternativa. Com primeiro mês de teste gratuito e depois por apenas R$ 9,90, você tem entrega grátis e rápida para diversas compras em qualquer lugar do Brasil.

* Os preços e a lista foram checados no dia 20 de agosto de 2021 para atualizar esta matéria. Pode ser que eles variem com o tempo.

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelos links recomendados neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.