Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2012/04/23/conheca-historias-de-gente-que-se-superou.htm
  • totalImagens: 50
  • fotoInicial: 50
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120423181612
    • Educação [16614]; Superação na educação [72109];
Fotos
8.mai.2012 - Cearense é a primeira travesti a apresentar tese de doutorado no país Divulgação Mais
20.abr.2012 - Caloura no curso de medicina na UFMG, atriz indígena do filme "Xingu" quer ajudar seu povo depois de graduada Rayder Bragon/UOL Mais
19.abr.2012 - Menina que nasceu sem as mãos ganha concurso de caligrafia nos Estados Unidos Reprodução Mais
10.abr.2012 - Aluna de escola pública, garota de 13 anos é aprovada em faculdade particular de MG Arquivo pessoal Mais
19.mar.2012 - Cadeirante faz 28 cursos a distância e acumula dois empregos Fernando Donassi/UOL Mais
13.mar.2012 - "Estou feliz demais da conta", diz catadora que passou na Ufes com livros encontrados no lixo Kauê Scarim Mais
24.fev.2012 - "Achei que não passaria em nenhuma", diz estudante aprovada para medicina em oito instituições públicas Reprodução Mais
23.fev.2012 - Estudante de 21 anos é o primeiro com Síndrome de Down a passar no vestibular da Universidade Federal de Goiás Arquivo pessoal Mais
21.set.2011 - Com bolsa de estudos, aluno de escola pública realiza sonho de estudar em Harvard Tyreke White/Arquivo pessoal Mais
8.jul.2011 - Aluno carente da USP passa o dia com R$ 11; veja o que estudantes fazem para se manter Aline Arruda/UOL Mais
15.jul.2011 - Após reportagem, aluno da USP que passa o dia com R$ 11 ganha livros e até notebook Aline Arruda/UOL Mais
9.jun.2011 - Garota de 16 anos ganha o direito de cursar medicina sem terminar ensino médio Arquivo pessoal Mais
25.mar.2010 - Filho de catador de garrafas ganha bolsa de mestrado nos EUA e luta para seguir estudos Arquivo Pessoal Mais
Deividi Prussiano de Freitas (de jaqueta azul, à direita) foi o primeiro deficiente visual a se formar pela UAB (Universidade Aberta do Brasil. Ele é de Cachoeira do Sul (RS), a 290 km de Porto Alegre, e fez o curso de tecnologia em gestão pública a distância, oferecido pelo IF-SC (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina) em um polo de sua cidade. Ele também foi o primeiro membro de sua família, que vive da plantação de arroz, a concluir o ensino superior. Arquivo/pólo de Cachoeira do Sul (RS) Mais
Quatro presidiários da Penitenciária 1 de Serra Azul,no interior de São Paulo, fazem um curso superior de pedagogia a distância. Da esquerda para a direita: Antonio Marcos de Freitas, 39, Venilton Leonardo Vinci , 52, Benedito Paulo Reis, 52, e Matheus Henrique Daniel, 30. Fernando Donasci/UOL Mais
Esaú da Silva Santos, 22, se formou em medicina pela Universidade de Pernambuco (UPE) em dezembro de 2012. De origem humilde, morador da zona rural de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, o rapaz estudou a vida toda em escola pública Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem Mais
Nascida em 5 de maio de 1998, Nathaly Gomes Tenório, 14, se tornou a mais jovem estudante da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Após conseguir boas notas no Enem 2012, ela recorreu à Justiça para ter o direito de se matricular em artes visuais Gerson Oliveira/Correio do Estado Mais
O ex-morador de rua Sérgio Reis Ferreira se formou em pedagogia pela UnB (Universidade de Brasília). Sérgio aproveitou sua experiência como tema de trabalho de conclusão de curso: "As dificuldades dos moradores de rua do Distrito Federal de se inserirem por meio da educação formal". O trabalho obteve menção máxima. "Eu não tinha mais nada em que me agarrar - só tinha a universidade - e então me agarrei a ela com unhas e dentes", afirma Emília Silberstein/Agência UnB Mais
Aos 23 anos, o ex-cortador de cana Sineudo dos Santos foi finalista da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro com um artigo sobre o "sonho nordestino". O cearense, que largou o estudo para ir cortar cana no Paraná, decidiu voltar à escola após perder a oportunidade de um emprego melhor. Conciliando trabalho e estudo, Sineudo conseguiu mais do que o diploma de ensino médio: "com o texto, pude mostrar um pouco da vida do migrante nordestino", diz Pedro Ventura/UOL Mais
Um homem que cumpre pena de 34 anos de prisão por homicídio qualificado passou em primeiro lugar no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para o curso de análise e desenvolvimento de sistemas no IFPI (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí). L.S.R.J, de 45 anos, fez curso intensivo para prestar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e agora tenta autorização para frequentar a faculdade fora da cadeia Fernando Donasci/UOL Mais
O estudante Reynaldo Machado, 17, ficou conhecido após perder a 2ª fase da Fuvest deste ano. Ele chegou com meia hora de atraso por confundir o local de prova - foi a Mogi das Cruzes, quando a prova era em São Paulo. Um mês depois, no entanto, ele só tem o que comemorar: passou em 3º para o curso de engenharia naval na UFRJ e ainda dispensou vagas na PUC-RJ e no Mackenzie Leonardo Soares/UOL Mais
Depois de ficar 31 anos sem estudar, a procuradora aposentada Lindamir Monteiro da Silva, 54, passou na primeira chamada do vestibular da Fuvest e será caloura do próprio filho no curso de geografia na USP Leandro Moraes/UOL Mais
Um estudante de 15 anos, que fez o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2012, foi aprovado para o curso mais concorrido da UFC (Universidade Federal do Ceará): o de medicina. Tiago Saraiva recebeu a aprovação do Conselho de Educação do Ceará e vai poder fazer o curso, pulando os segundo e o terceiro anos do ensino médio NE10 Mais
O curitibano Daniel Schwalbe Koda, de 18 anos, atribui ao apoio familiar aliado à disciplina nos estudos o resultado surpreendente: o jovem foi o primeiro colocado no vestibular do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), considerado um dos mais difíceis do país. Segundo o estudante, foram quase 18 horas diárias de estudo, de segunda a sábado, sobrando apenas os domingos para o descanso e o lazer Divulgação/Sistema Elite Mais
Em 1994, no momento em que foi anestesiado para uma cirurgia nos olhos, Valdemir Pereira Corrêa enxergou pela última vez. Nasceu com glaucoma, mas "uma sucessão de erros médicos" em clínicas de Campinas (SP) e São Paulo lhe tirou definitivamente a visão, aos 24 anos. Após entrar em uma escola de surfe e redescobrir o prazer do aprendizado, Corrêa decidiu prestar vestibular para educação física e, aos 43 anos, formou-se pela Unisanta (Universidade Santa Cecília), em Santos (SP) Francisco Arrais/Divulgação - Prefeitura de Santos Mais
Amanda Amaral Lopes se tornou a primeira estudante com síndrome de Down a se formar no ensino superiorna Bahia. Moradora de Vitória da Conquista (a 509 km de Salvador), no sudoeste baiano, a jovem de 24 anos recebeu o diploma de licenciatura em ciências biológicas, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências, ao lado de mais 15 estudantes. "Acho que sou uma grande vitoriosa por ter chegado até aqui. Agora, pretendo fazer uma pós-graduação em libras", planeja, referindo-se à especialização que prepara profissionais para atuarem com deficientes auditivos Reprodução/A tarde Mais
Beatriz Pêgo Damasceno, 17, acertou todas as 60 questões da prova da Uerj e foi a primeira candidata a "gabaritar" uma avaliação da instituição. No mesmo ano (2013), a estudante tirou nota 1.000 na redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) Reprodução Mais
De origem pobre, a jovem indiana Sushma Verma começará seu mestrado em microbiologia aos 13 anos. Para pagar os estudos da filha, seu pai teve de vender suas terras. Os pais querem que a garota tenha chances de subir para a classe média indiana. As informações são da Associated Press. Verma é um caso excepcional em um país em que as meninas são desestimuladas a frequentarem a escola. Verma terminou o ensino médio aos 7 anos e completou sua graduação aos 13 anos Rajesh Kumar Singh/AP Photo Mais
Primeiro dia de aula em uma turma do curso de psicologia da Universidade Tiradentes, em Aracaju (SE), uma professora se apresenta e começa a contar uma história para os alunos sobre uma criança que morava na rua. Quase todos na sala se emocionam e ela finaliza com "a menina da história sou eu". O relato ouvido por esses alunos foi feito pela professora Marta Barreto de Souza, 44, ex-moradora de rua que aos dois anos de idade foi encontrada por um jovem enquanto mendigava. Hoje, formada em serviço social e psicologia, leciona em três cursos universitários e está concluindo um mestrado em educação Marcelo Freitas/ASSCOM/UNIT Mais
Aprender alemão mudou a vida de Leonardo Cardoso, 20. Estudante de escola pública de São Paulo, o interesse pelo idioma deu-lhe a chance de fazer um intercâmbio na Alemanha com tudo pago e de estagiar em uma multinacional. Arquivo pessoal Mais
Segunda filha de quatro mulheres de um casal de agricultores do povoado Açude da Marcela, zona rural do município de Itabaiana (a 52 quilômetros de Aracaju), Ana Maria Menezes, 26 , embarcou este ano para Paris. Ex-aluna de escola pública, a estudante fará seu pós-doutorado em matemática na Universidade Marne-la-Vallée. Os pais de Ana Maria, apesar das dificuldades iniciais para sustentar as filhas, nunca deixaram que elas largassem os estudos para ajudá-los na vida do campo. "Eles não permitiram que a gente trabalhasse, diziam que estudar era o único meio de se vencer na vida. Eles trabalhavam de dia e à noite para nunca faltar nada, e permitir que a gente se dedicasse aos estudos. Eu ajudava em pouquíssimas coisas, eles realmente não queriam que a gente tirasse o foco dos estudos" Acervo pessoal Mais
Uma britânica de 90 anos fez sua colação de grau sete décadas depois de ter concluído um curso na Universidade de Manchester, em plena Segunda Guerra Mundial. Gene Hetherington se graduou em Comércio em agosto de 1943, mas não pôde participar de sua cerimônia de formatura na época porque estava envolvida no esforço de guerra. Gene colou grau na mesma cerimônia em que sua neta, de 23 anos, se graduou em direito PA Mais
Com a maior nota média do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a mineira Mariana Drummond Martins Lima, 18, conquistou o 1° lugar da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e uma vaga no curso de medicina, mas aguarda o resultado da Fuvest , responsável pelo vestibular da USP (Universidade de São Paulo), para "realizar seu sonho". A aluna superou mais de 2,5 milhões de inscritos no Sisu com sua média de 858,5 pontos, segundo o Ministério da Educação Carlos Eduardo Cherem/UOL Mais
Primeiro lugar geral no vestibular 2014 do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), o maranhense Marcos Santana de Oliveira, 19, deixou a cidade natal e estudou dois anos em Fortaleza, a cidade com mais aprovados no exame deste ano. O caminho até a tão sonhada vaga, no entanto, foi bem maior dos que os mais de 800 km --e as 16 horas de ônibus-- entre a cidade de Dom Pedro (MA) e a capital do Ceará. "Durante a semana eu acordava, ia para o colégio às 7h20 e ficava lá até as 16h. Voltava para a casa e estudava até a meia noite", conta o aluno Divulgação Mais
Morador de favela em SP, Jonathan Silva, 20, foi aprovado em universidade federal de Sergipe por meio das cotas para alunos de escola pública e de baixa renda, previstas em lei federal. Ele, porém, não tinha dinheiro para viajar e fazer a matrícula, que deve ser presencial (R$ 470 de avião ou R$ 340 de ônibus, em viagem de 35 horas). O estudante conseguiu doações para pagar a viagem após matéria da Folha que mostrava seu caso Danilo Verpa/Folhapress Mais
A estudante Siham Kassab tem apenas 15 anos e já está matriculada no curso de medicina veterinária na Ufac (Universidade Federal do Acre). Ela conseguiu na Justiça o certificado de conclusão do ensino médio, apesar de ter cursado apenas o 1º ano. Siham foi aprovada em 5º lugar para o curso de medicina veterinária por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) 2014, que utiliza as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Essa foi a primeira vez que a aluna fez a prova do Enem ? ela nunca havia prestado outros vestibulares. A pontuação obtida para entrar no curso foi 664,15 Arquivo pessoal Mais
Aprovada no curso de engenharia de produção, Alice Rocha de Almeida, 17, estava "feliz e aliviada" ao ver seu nome na 1ª chamada da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular), que seleciona para a USP (universidade de São Paulo) e para a Santa Casa. Com jornada dupla -- escola técnica pela manhã e cursinho de tarde --, ela conta que estudava entre 7h e 20h, de segunda a sexta. Aos sábados, ela estudava de manhã e fazia os simulados do cursinho no período da tarde. O dia de "folga" era o domingo, quando ela se enfiava nos livros apenas de manhã. "Só estudava e dormia", conta Alice. Na foto, ela está com o amigo Gustavo, que foi aprovado na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Reinaldo Canato/UOL Mais
Aos 12 anos, os gêmeos Bryan e Brendon Diniz Borck ganharam medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, que teve 19 milhões de estudantes. Os alunos do Colégio Militar de Porto Alegre lutam por uma classificação para a Olimpíada Internacional de Matemática Nede Losina/UOL Mais
Entre os novos calouros, o IFMA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão) recebe neste ano o seu primeiro aluno com Síndrome de Down: Genilson Protásio Filho, de 17 anos. Ele ficou em primeiro lugar na lista de excedentes das cotas para deficientes no curso técnico de informática e foi chamado pela falta de um dos candidatos aprovados. Segundo o pai do novo aluno, a adaptação do filho está ocorrendo de forma satisfatória Arquivo pessoal Mais
Aos 13 anos, Luiz Fernando Leal Gomes olhou para o alto e sonhou pela primeira vez com o seu futuro: queria ser piloto de caça. Com o tempo, os planos mudaram e Luiz decidiu que podia ir mais longe. Investiu no sonho e vai estudar engenharia aeroespacial em uma universidade nos Estados Unidos. Em janeiro desse ano, ele recebeu o comunicado de que foi aprovado no Instituto Tecnológico da Flórida (Florida Institute of Technology) e aguarda o resultado da seleção em outras cinco universidades americanas. O problema agora é conseguir o dinheiro suficiente para pagar o curso e se manter fora de casa Arquivo pessoal Mais
Rotina bem administrada, equilíbrio entre estudos e lazer, além de determinação. Esta talvez tenha sido a fórmula para o sucesso de Maria Carolina Costa Rios, jovem de 17 anos aprovada em medicina em seis vestibulares. Recém-formada no ensino médio, Carolina escolheu a graduação na UFBA (Universidade Federal da Bahia), mas também foi aprovada na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Uneb (Universidade Estadual da Bahia), Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro), UFF (Universidade Federal Fluminense) e na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Cinco públicas e uma particular. Divulgação/Isba Mais
Filho de um ex-vendedor de alho em Santo André, no ABC Paulista, o enfermeiro Cleidileno Teixeira Silveira abandonou dois empregos em 2013, nos quais ganhava cerca de R$ 7.000, para tentar, aos 34 anos, realizar o sonho de ser médico. Em janeiro deste ano, descobriu que passou em primeiro lugar no curso de medicina da USP (Universidade de São Paulo) em Ribeirão Preto (313 km da capital). Com 62,91 candidatos para cada vaga, o curso em que Cleidileno foi aprovado era o mais concorrido da Fuvest 2014 José Bonato/UOL Mais
Ramon Gonçalves, de 19 anos, é exemplo de que o esforço pessoal aliado ao apoio estudantil pode mudar a vida de alunos que sonham com uma graduação no exterior. Medalhista em olimpíadas de química e aprovado em cinco universidades internacionais (quatro americanas), o garoto fundou um projeto que ajuda jovens talentos a estudarem em boas escolas no país Arquivo Pessoal Mais
A 103 quilômetros de Fortaleza, José de Paula Firmiano de Sousa, agricultor e pai de oito filhos, resolveu mudar o destino da família. "Zé Alfredo", como é conhecido pelos amigos, iniciou o trabalho na roça ainda criança, aos 7 anos, plantando milho, feijão e algodão. Aos 37, entrou pela primeira vez em uma escola com uma meta: a de ingressar na universidade.No fim de 2013, lá estava Zé Alfredo, aos 53, entre os 404 concluintes dentes dos centros de Ciências, de Tecnologia e de Ciências Agrárias que colaram grau na Universidade Federal do Ceará Arquivo pessoal Mais
A estudante Luana Lopes Lara, 17, deixou a Escola do Teatro Bolshoi, em Joinville (SC), onde mora e estuda há três anos, para se dedicar ao curso de engenharia elétrica em uma das instituições mais conceituadas e concorridas do mundo: o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos Estados Unidos. Ela recebeu uma bolsa de 20% e tentará mais um auxílio da Fundação Estudar, instituição sem fins lucrativos que apoia a formação de jovens brasileiros Arquivo pessoal Mais
Conhecido na escola pelos resumos que ajudaram muitos colegas a estudar para as provas, Víctor Domene, 17, teve de encarar o desafio de escolher em qual universidade dos Estados Unidos vai estudar: Princeton, Duke, Harvard, Yale ou Columbia Tiago Queiroz/Ismart/Divulgação Mais
Os irmãos gêmeos idênticos Daniel e Rafael Charles Heringer Gomes, de 15 anos, detêm diversas premiações nacionais na área de exatas, além de terem sido dois dos melhores treineiros na última edição do vestibular da USP (Universidade de São Paulo). No começo de 2014 foram selecionados para representar o país nas Olimpíadas Internacional e Latino-Americana de Astronomia Pâmela Marjorie Mais
Daniel Santana Rocha faz ao mesmo tempo o ensino médio e o doutorado no Impa (Instituto Nacional de Matemática Aplicada), instituição em que ele se graduou e fez mestrado. Em 2014, ele ganhou mais uma medalha na Obmep (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) Reprodução/Facebook Mais
André Lucas Buriti de Melo, 19, fez o ensino médio na rede pública do Acre e passou em 5 faculdades nos EUA: Yale, Babson, Brown, Duke e Georgetown. Em 2012, ele foi aprovado em direito na UFAC (Universidade Federal do Acre), porém optou por deixar o curso para estudar no exterior Arquivo pessoal Mais
"A educação mudou minha vida, me tirou da miséria extrema", conta Cícero Pereira Batista, 33, que pegava livros no lixo para estudar. Apesar das dificuldades, não desistiu e conseguiu concluir o curso de medicina em junho de 2014. Ele é o único da família - de nove irmãos - que concluiu o ensino médio e a graduação Arquivo pessoal Mais

Conheça histórias de sucesso na educação

Mais álbuns de UOL Educação x

Últimos álbuns de Educação



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos