Topo

Gêmeos vão representar país em torneios de astronomia no exterior

Divulgação/Pâmela Marjorie
Daniel e Rafael ao lado de um telescópio, em Passa Quatro (MG), local de treinamento para as olimpíadas Imagem: Divulgação/Pâmela Marjorie

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

2014-05-06T05:00:00

06/05/2014 05h00

Os irmãos gêmeos idênticos Daniel e Rafael Charles Heringer Gomes, de 15 anos, detêm diversas premiações nacionais na área de exatas, além de terem sido dois dos melhores treineiros na última edição do vestibular da USP (Universidade de São Paulo). Agora irão representar o país nas Olimpíadas Internacional e Latino-Americana de Astronomia.

Para isso, os alunos, que estudam em um colégio particular de Mogi das Cruzes (SP), competiram com cerca de 800 mil alunos de todo o país na primeira etapa da seleção nacional. Ao final, apenas cem com o melhor desempenho foram convocados para uma prova presencial, que foi realizada em Barra do Piraí (RJ), no mês de março.

Daniel obteve o segundo lugar e irá disputar a Olimpíada Internacional na Romênia, em agosto. Rafael ficou em sexto, e irá ao Uruguai para a versão latino-americana da competição, que deve ocorrer no meio de outubro.

"Desde os oito anos participo da OBA [Olimpíada Brasileira de Astronomia]. Comecei para ver como era e acabei gostando bastante", conta Daniel. O outro irmão diz que, no começo, não faziam para serem premiados. Mas, depois de perceberem que estavam ganhando muitas medalhas, começaram a estudar com mais afinco.

E não foram poucas: além do ouro na nacional de astronomia neste ano, Daniel e Rafael conquistaram ainda bronze e prata na Olimpíada Paulista de Matemática, em 2011, e ouro e prata, na 29ª Olimpíada da área feita pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), em 2013, respectivamente.

'Um ajuda o outro'

O estudo dos gêmeos sempre ocorreu de forma conjunta. Quando Daniel tinha dificuldade em algum exercício, Rafael ajudava, e vice-versa. Agora no terceiro ano do ensino médio, os alunos aproveitam as aulas de revisão para estudar astronomia com provas antigas.

"Muita coisa a gente já sabia porque estamos fazendo revisão na escola. Por isso, eu imprimia com antecedência as provas e ficávamos estudando na aula. Em casa revisávamos juntos", conta Rafael.

Para quem quer conseguir resultados promissores como os deles, Daniel aconselha praticar bastante com exercícios que já foram cobrados nas provas. Ter noção do conteúdo, do tipo de exercício e da forma como esse exercício é cobrado é essencial, na sua opinião.

Mas engana-se quem pensa que os gêmeos da astronomia gostam de estudar sem ajuda de professores. "Tenho facilidade, mas quando você busca aprender tudo sozinho, não tem ninguém para ver se você está indo no caminho certo", analisa Rafael.
 
Desde o dia 27, os dois estão estudando na cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais. Lá irá ocorrer um treinamento para as Olimpíadas de Astronomia, com aulas de especialistas da área, oficinas de atividades e observação do céu noturno, com instrumentos e a olho nu.
 

Outras conquistas

Daniel e Rafael nasceram na Filadélfia, nos EUA, mas vieram com um pouco mais de um ano de idade para o Brasil. A proximidade dos irmãos fez com que acabassem gostando de astronomia, filosofia, piano e agora andam aprendendo produção de música eletrônica sozinhos.

E não é apenas na área de exatas que os dois possuem seus êxitos: em 2010 fizeram poesias para um concurso de Mogi das Cruzes. As obras dos meninos acabaram entre as melhores e foram selecionadas para compor um livro.

"Não dá para dizer que gosto, mas tenho facilidade em escrever sobre um assunto que me interessa”, diz Rafael. “Uma vez, na aula de filosofia, o professor pediu um trabalho. Fiquei tão interessado pelo tema que em vez de escrever 5 páginas, redigi 35."

Na Fuvest 2014, ficaram entre os melhores treineiros que realizaram a prova. Daniel achou complicados apenas os testes de português na segunda fase. "Já tinha visto provas antigas e pensava que teria um bom desempenho, mas não imaginei que estaria entre os melhores."

Outros bons exemplos

Mais Astronomia