Topo

Educação

Vestibular


Matrícula de menino de 14 anos que passou em medicina tem muitos selfies

José Victor, 14, fez matrícula em medicina na manhã deste sábado (31) - Jadilson Simões/UOL
José Victor, 14, fez matrícula em medicina na manhã deste sábado (31) Imagem: Jadilson Simões/UOL

Paulo Rolemberg

Do UOL, em Aracaju

31/01/2015 14h13

Selfies, cumprimentos e desejos de boa sorte. Foi assim que o estudante de Itabaiana (SE), José Victor Menezes Teles, 14, foi recebido na manhã deste sábado (31) durante a matrícula para o curso de medicina da UFS (Universidade Federal de Sergipe).  O rosto pintado pelo trote de recepção de alunos da UFS não escondia o sorriso de felicidade. Ele estava acompanhado dos pais e do irmão mais novo.

“Estou muito feliz por estar aqui. Fico muito feliz pelas pessoas ficarem felizes por mim. Desde o dia em que eu soube do resultado, já recebi parabéns de muita gente”, repetia José Victor, enquanto aguardava ansioso na fila para entregar a documentação e, enfim, realizar o sonho de estudar medicina. E ali na fila mesmo, ele recebia novos cumprimentos: “Parabéns garoto, siga sempre assim. Você é um exemplo”, disse o comerciante Aroldo Lima, que acompanhava a filha.

Após fazer a inscrição, cujo processo durou cerca de dez minutos, o garoto fez questão de ficar por mais tempo com os futuros colegas de medicina. “Já é bom conhecer cada um. Serão meus futuros colegas. Já vou me enturmando”, disse enquanto era parabenizado pela também caloura de medicina, a paulista Flávia Godoy, 18. “Eu estava querendo conhecer ele. Nossa! Todos só falam nele”, comentou ela.

Ao ser questionado sobre a falta de maturidade, já que tem apenas 14 anos, de enfrentar um curso de medicina, o adolescente fez questão de responder com firmeza, mas sem arrogância: “A capacidade não é medida pela minha idade”.

José Victor se diz um “cara” determinado e afirma que não vai se deslumbrar com o assédio repentino. “Eu queria chegar até aqui. Eu sei que daqui a pouco passa [a fama], mas quero agradecer a todos que vibraram com a minha conquista”, respondeu.

O estudante de Itabaiana deve começar a estudar apenas no segundo semestre, por causa de sua classificação: sétimo colocado no grupo de cotas (renda livre).

Mais Vestibular