Topo

Sobe para oito o número de escolas em SP ocupadas contra a reorganização

Do UOL, em São Paulo

2015-11-13T16:04:56

2015-11-14T00:57:48

13/11/2015 16h04Atualizada em 14/11/2015 00h57

Estudantes da Escola Estadual Professor Pio Telles Peixoto, na zona norte de São Paulo, decidiram ocupar a unidade na manhã desta sexta-feira (13). Com esse protesto, subiu para oito o número de escolas ocupadas na capital e na Grande São Paulo. Os alunos protestam contra a reorganização da rede estadual de ensino proposta pela Secretaria da Educação.

Segundo a estudante Y.S., de 16 anos, a ocupação foi realizada por volta das 10h. “A gente trocou o cadeado do portão da escola e fechamos a diretoria com cadeados e correntes. A gente tem comida e para dormir tem colchão”, afirmou. “Enquanto a dirigente de ensino não vier aqui falar com a gente, não vamos sair.”

A escola não será fechada, mas deve transferir todas as turmas do ensino médio. 

A Polícia Militar confirmou uma ocorrência no local entre 11h35 e 13h24. Segundo a assessoria de imprensa, a PM acompanhou uma manifestação de alunos no período na porta do colégio. 

Um funcionário da escola disse, por telefone, que existia um grupo de alunos dentro da escola. As aulas da tarde foram canceladas e ainda não se sabe se o noturno terá aula. 

De acordo com a Secretaria de Educação, a diretoria de ensino da região afirmou que a ocupação da escola foi realizada de forma pacífica e as aulas dessa manhã aconteceram normalmente. O Conselho Tutelar foi chamado e a supervisora da unidade se colocou a disposição para conversar com os manifestantes, assim como a dirigente de ensino.

"A Diretoria de Ensino esclarece que acha válida toda forma de manifestação, desde que não atrapalhe o ritmo escolar e o direito dos alunos de terem acesso ao conteúdo pedagógico", declarou a secretaria em nota. 

Outras ocupações

Além da escola Pio Telles Peixoto, estão ocupadas a Escola Estadual Fernão Dias, em Pinheiros, a E.E. Diadema, na cidade de mesmo nome, a E.E. Salvador Allende, na zona leste de São Paulo, E. E. Castro Alves, no bairro de Santana, E.E Valdomiro Silveira, em Santo André, E.E. Profª Heloisa de Assumpção, em Osasco, e a mais recente E.E. Dona Ana Rosa de Araújo, na zona oeste. 

Ontem, os alunos da Fernão Dias, onde se concentra o maior número de manifestantes e policiais, receberam uma notificação da decisão da Justiça sobre a reintegração de posse do prédio. Após receberem o documento, eles aceitaram se reunir com representantes da secretaria nesta sexta às 15h.

Por volta das 19h, a PM usou gás de pimenta pela segunda vez em frente à escola de Pinheiros. Segundo o capitão Cunha Neto, os policiais desconfiaram do rapaz por ele estar filmando os policiais que cercam a escola e decidiram revistá-lo.

 

Mais Educação