Topo

Aposentada francesa conclui doutorado aos 91 anos

Université de Franche-Comté
Colette Bourlier recebeu menção honrosa pela Universidade de Franche-Comté Imagem: Université de Franche-Comté

Do UOL, em São Paulo

2016-03-17T17:31:49

17/03/2016 17h31

Uma francesa de 91 anos se tornou na última terça-feira (15) a pessoa mais velha a obter doutorado na França, após se dedicar três décadas a sua tese. Colette Bourlier recebeu ainda menção honrosa pela banca de avaliação da Universidade de Franche-Comté, em Besancon, no leste do país.

"Demorou um pouco para escrever porque fiz pausas", contou Bourlier em entrevista à Agência France-Presse.

A tese da francesa, intitulada "Trabalhadores imigrantes em Besancon na segunda metade do século 20", se baseou na sua própria experiência como professora de literatura em programas destinados a imigrantes.

O interesse de Bourlier pelo doutorado começou em 1983, ano em que se aposentou. Geralmente, uma pessoa termina o doutorado na França em cerca de três anos. Mas, segundo o professor Serge Ormaux, a francesa foi uma estudante "extremamente atípica".

"Ela é provavelmente a única pessoa que conheço que sabe todos os aspectos nos mínimos detalhes e que foi capaz de amarrar tudo. Ela embasou sua pesquisa com análises estatísticas", disse também à Agência France-Presse.

Mais Educação