PUBLICIDADE
Topo

Enem

Sem edital publicado, Weintraub diz que Sisu será adiado para julho

O ministro da Educação, Abraham Weintraub - ADRIANO MACHADO
O ministro da Educação, Abraham Weintraub Imagem: ADRIANO MACHADO

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

16/06/2020 13h35Atualizada em 16/06/2020 13h44

Em meio aos rumores de uma possível demissão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, o MEC (Ministério da Educação) mudou o período de inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) do segundo semestre, que seria aberto hoje, para o mês de julho.

No início de maio, Weintraub usou o Twitter para informar que o período de cadastro no Sisu de meio de ano seria aberto no dia 16 de junho. O edital do programa, no entanto, não foi publicado no Diário Oficial da União até agora.

Também por meio do Twitter, o ministro informou hoje que o novo período de inscrições será de 7 a 10 de julho. Segundo ele, o edital será publicado "nos próximos dias" e haverá a oferta de vagas para cursos a distância. Ao todo, pelo menos 51 mil vagas devem ser ofertadas.

O UOL procurou o MEC para saber o motivo do adiamento da abertura das inscrições e se o Prouni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), outros programas de acesso ao ensino superior, terão alterações nas datas de inscrição. O ministério informou apenas as novas datas para o Sisu e não respondeu aos outros questionamentos.

Em maio, ao anunciar que o Sisu seria aberto em junho, Weintraub informou que o Prouni teria as inscrições abertas entre 23 e 26 de junho e que o prazo para o Fies seria de 30 de junho a 3 de julho.

Enem