Topo

Alunos protestam contra reorganização da rede na Paulista

09/12/2015 19h10

São Paulo - Estudantes em protesto contra a política educacional do governo Geraldo Alckmin (PSDB) ocuparam às 18 horas desta quarta-feira, 9, a Avenida Paulista no sentido Consolação. Desde as 16h, os manifestantes se concentram em frente ao vão livre do Masp, onde ocorre o bloqueio.

Os manifestantes prometem percorrer ruas da cidade, mas não divulgaram um trajeto. Às 18h09, eles sentaram na avenida.

Os estudantes são contra a reorganização da rede escolar anunciada pela gestão. Mais de 190 escolas foram ocupadas. Após o recuo do governo e a suspensão do projeto para 2016, algumas unidades foram desocupadas, mas o movimento não foi interrompido. Os estudantes exigem que o governo dê sinais de que não vai voltar com o plano.

A ideia era fechar 93 escolas no ano que vem e transformar 754 prédios em unidades de ciclos únicos. O governo argumenta que esse tipo de escola tem melhor desempenho no Idesp. Sobre o fechamento das unidades, a gestão defende que houve queda no número de alunos.

A polícia não tem estimativa de participantes. Às 18h, o grupo ocupava toda a via da Paulista e também parte do vão do Masp.

Para o estudante Victor Pinheiro, de 16 anos, falta um sinal claro para que os estudantes confiem no governo. "Tem de haver um planejando de como será essa discussão nas escolas. Porque até agora o que vimos foi uma imposição", diz ele, aluno do 2° ano da Escola Moacyr Campos, na zona leste. A unidade estava ocupada, mas os estudantes já deixaram o prédio.

Educação