Após passeata, professores da rede estadual decidem manter greve no RJ

Do UOL*, em São Paulo

Os professores da rede estadual do Rio de Janeiro decidiram na tarde desta terça-feira (27), nas escadarias da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), manter a greve iniciada no dia 8 de agosto. O próximo encontro da categoria será na sexta-feira (30) às 14h.

O protesto começou por volta das 13h30 em frente à Câmara Municipal e seguiu para a Assembleia Legislativa, onde fizeram uma assembleia para discutir os rumos da greve.

Os professores da rede estadual receberam reajuste salarial de 8%, mas reivindicam mais 20%, para cobrir perdas salariais dos últimos anos.

Segundo a Polícia Militar, a caminhada até a Alerj concentrou cerca de 300 pessoas na venida Presidente Antônio Carlos, área central da cidade. Os professores gritavam palavras de ordem contra o governador do Estado, Sérgio Cabral, e exigem mais investimentos na área da educação.

(*Com informações da Agência Brasil)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos