Topo

Quatro são detidos em protesto de estudantes na avenida Paulista

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

2015-10-09T09:56:49

2015-10-09T13:28:53

09/10/2015 09h56Atualizada em 09/10/2015 13h28

Quatro pessoas foram detidas durante um protesto realizado na manhã desta sexta-feira (9) na avenida Paulista, centro de São Paulo. A Polícia Militar no local não soube informar a idade de cada um deles. Segundo as informações, um dos detidos seria um profissional da imprensa. A PM afirma que eles teriam entrado em confronto com policiais.

A manifestação reúne estudantes, professores e pais contra a reorganização da rede estadual de ensino anunciada no fim de setembro pela Secretaria da Educação de São Paulo. O ato, que começou por volta das 8h e fechou as duas pistas da avenida Paulista, teve um momento de tensão quando os policiais começaram a abordar jovens com camisas que cobriam os rostos.

"Tivemos informações que teriam Black Blocs infiltrados. E de fato alguns vieram com os rostos tampados", afirma o capitão Santos. "Um repórter fez um tenente cair após ofendê-lo e está sendo levado por lesão corporal."

Alguns manifestantes tentaram impedir a entrada de um detido dentro do carro da PM e um novo momento de confronto aconteceu. Os policiais começaram a correr em direção aos estudantes para dispersá-los. Segundo o capitão Santos, a PM não utilizou bombas de gás nem spray de pimenta.

O protesto seguiu pela rua da Consolação até chegar à praça da República, onde fica a Secretaria Estadual de Educação. Representantes dos alunos irão tentar ser recebidos pelo secretário Herman Voorwald. Não houve confronto no local. Segundo a PM, cerca de 200 estudantes fizeram parte da manifestação.

Os estudantes temem que a reorganização da rede cause o fechamento de escolas. A previsão da secretaria é que cerca de 1 milhão de alunos sejam transferidos para outros colégios para ano letivo de 2016.

Mais Educação