Topo

Alunos de escola ocupada em SP compartilham água e capa de chuva

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

2015-11-11T17:24:55

11/11/2015 17h24

No segundo dia de ocupação da Escola Estadual Fernão Dias, na zona oeste da capital paulista, os estudantes ainda contam com o apoio de manifestantes acampados na frente da instituição. Por meio de doações, eles conseguem compartilhar garrafas de água e capas de chuva.

A estudante L.C., de 15 anos, participou da ocupação da escola até as 4h da manhã desta quarta-feira (11). "Tive que sair por motivos pessoais. Tudo que estamos arrecadando foi por meio de vaquinhas e doações", conta. Segundo ela, os estudantes utilizam o refeitório a todo momento para fazer lanches.

Por volta das 15h, começou a chover e os manifestantes conseguiram angariar fundos para a compra de capas de chuva. "Pode chover, pode nevar. Da minha escola, ninguém vai me tirar", gritavam os presentes. Cinco barracas ainda estão montadas em uma das pistas da avenida Pedroso de Moraes, via em que a escola está localizada.

A estudante M.N. do 3º ano do ensino médio da Fernão Dias, que ainda está dentro da ocupação e concedeu entrevista aos jornalistas pela grade, afirmou que parte da escola está sem água — menos em alguns locais, como na cozinha e nos chuveiros.

Ela conta que os estudantes também conseguiram escovas de dente e sabonetes por meio de doações. "Ontem o [Eduardo] Suplicy [secretário dos Direitos Humanos da capital paulista] veio aqui à noite e nos deu 15 colchonetes", afirma.

Para tomar banho, os alunos estão utilizando os chuveiros da escola. Na hora de dormir, revezando os colchonetes, e alguns dormem pelos corredores. "Ontem tive dor de dente e consegui achar um remédio. Temos ainda uma caixa de primeiros socorros", conta. "Todo mundo aqui está com sorriso no rosto. Estamos sendo ouvidos de alguma forma com a ocupação."

Mais Educação