PUBLICIDADE
Topo

Educação

Enem


Universidade do Tocantins desiste de usar Sisu por 'problemas técnicos'

Página inicial do Sisu 2020 - Reprodução
Página inicial do Sisu 2020 Imagem: Reprodução

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

22/01/2020 13h00Atualizada em 22/01/2020 15h08

A Unitins (Universidade Estadual do Tocantins) desistiu de usar o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para selecionar candidatos neste primeiro semestre de 2020. Segundo a universidade, a decisão foi tomada por "problemas técnicos" na ferramenta que teriam impossibilitado a inserção e atualização de vagas no sistema.

O problema não tem relação com a instabilidade apresentada ontem pelo Sisu e nem com os erros na divulgação de parte das notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019. As inscrições para o Sisu foram abertas ontem e serão encerradas no domingo (26).

A Unitins está em processo de implantação de um novo campus, em Paraíso do Tocantins, e diz não ter conseguido acrescentar as novas vagas ao Sisu em novembro do ano passado porque o sistema já estava fechado. A universidade sustenta que precisava aguardar a finalização do processo de abertura do novo campus para saber se poderia, de fato, oferecer novos cursos e vagas.

A instituição diz ainda que não foi possível atualizar e redistribuir as vagas ofertadas em outros campi no sistema, algo que podia ser feito em anos anteriores. A Unitins afirma ter procurado o MEC (Ministério da Educação) e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) para que o problema fosse resolvido, mas afirma que não houve solução até o momento.

Em nota divulgada ontem, a Unitins afirmou que sua equipe "aguardava retorno do INEP/MEC até esta segunda-feira, 20, para habilitar a seleção, mas não houve sucesso".

Procurado pelo UOL, o MEC afirmou que a Unitins perdeu o prazo de adesão ao sistema, que se encerrou em 22 de novembro.

"O Ministério da Educação esclarece que o prazo para a formalização da adesão das instituições ao processo seletivo do Sisu, referente à primeira edição de 2020, ocorreu por assinatura eletrônica do Termo de Adesão, de 31 de outubro a 14 de novembro de 2019, com retificação de informação entre 18 e 22 de novembro de 2019", disse o órgão, em nota. "O MEC reitera, ainda, que foram enviados comunicados alertando sobre as datas de adesão. A Unitins não concluiu a adesão pelo sistema".

As 48 vagas que seriam ofertadas pelo Sisu serão agora preenchidas pelos candidatos que prestaram o vestibular da instituição, que foi aplicado em 1º de dezembro de 2019. A Unitins diz ainda esperar que a seleção via Sisu seja retomada nos próximos vestibulares.

Sisu: Lentidão e erros marcam primeiro dia de inscrições

Ao longo de todo o dia de ontem, uma série de erros e lentidão no site do Sisu atrapalharam os candidatos que querem concorrer a uma das 237 mil vagas de ensino superior ofertadas pelo programa.

Uma mensagem de que as inscrições foram encerradas apareceu por mais de três horas na página inicial do Sisu -as inscrições, na verdade, foram abertas ontem.

Outros problemas envolveram, por exemplo, a impossibilidade de fazer login no sistema. O MEC declarou que a instabilidade pode ter acontecido devido ao grande número de acessos.

Enem