PUBLICIDADE
Topo

Enem

Conteúdo publicado há
1 mês

Piauí usa policiais à paisana para evitar fraude e furtos durante Enem

O coordenador operacional da segurança do Enem no Piauí, major Audivan Nunes - Yala Sena/UOL
O coordenador operacional da segurança do Enem no Piauí, major Audivan Nunes Imagem: Yala Sena/UOL

Yala Sena

Colaboração para o UOL, em Teresina

17/01/2021 15h35

Nos maiores locais de aplicação de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Teresina, a Secretaria de Segurança Pública do Piauí disponibilizou policiais à paisana para coibir fraudes e furtos durante aplicação das provas neste domingo (17).

Mais de 500 policiais atuaram no estado, dentre eles, policiais do setor de Inteligência monitorando qualquer indício de ação criminosa.

No Piauí, são mais de 135 mil estudantes fazendo o exame em 442 locais de realização do exame.

O coordenador operacional da segurança do Enem, major da Polícia Militar Audivan Nunes, esclareceu que o ideal era ter também policiais à paisana fazendo a prova do Enem, mas essa estratégia não foi colocada em ação.

"Nosso foco é ficar nas imediações das escolas, observando qualquer movimento suspeito dentro e fora dos locais de aplicação de provas.

Como há um aumento de roubo de celulares e motocicletas nos dias do Enem, os policiais reforçaram a segurança nas paradas de ônibus, estacionamentos e próximos as áreas de entrada dos candidatos.

"Os criminosos aproveitam que o candidato está apreensivo, às vezes até desatento, e roubam moto, celulares, veículos. Alguns usam até sensor de controle. Pelas experiências anteriores, usamos policiais descaracterizados numa mega operação para evitar a ação dessas quadrilhas e para inibir também tentativas de fraudes", disse o major Audivan Nunes.

O Centro Integrado de Comando e Controle, da operação Enem, não registrou ocorrência até o fechamento dos portões. Além da Polícia Militar, a operação conta com policiais civis, federais, Corpo de Bombeiro e Guarda Municipal.

No maior centro de aplicação de provas no Piauí, na sede da Universidade Estadual do Piauí, no bairro Pirajá, zona Norte de Teresina, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) colocou profissionais de saúde do programa Busca Ativa distribuindo máscaras e álcool em gel para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Enem