Topo

Em novo dia de protestos, estudantes fecham vias em SP contra reorganização

Do UOL, em São Paulo

03/12/2015 08h27Atualizada em 03/12/2015 10h07

Estudantes bloquearam ao menos seis vias na manhã desta quinta-feira (3) em protesto contra a reorganização escolar proposta pela Secretaria da Educação. Ontem, grupos bloquearam avenidas e manifestantes chegaram a ser detidos pela Polícia Militar. Por volta das 9h30, quase todas as vias tinham sido liberadas.

Na região central, estudantes fecharam o cruzamento das avenidas Angélica e São João, com faixas e carteiras escolares. Segundo a Polícia Militar, a manifestação começou por volta das 7h30. No local, a PM usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. 

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a Marginal Pinheiros, na zona oeste da cidade, foi totalmente bloqueada na altura da ponte Eusébio Matoso no sentido Interlagos. A pista foi liberada por volta das 8h30.

Na zona sul de SP, estudantes protestaram na avenida João Dias, sentido centro, próximo à calçada do terminal de ônibus de mesmo nome. No local, a interrupção era apenas parcial. Na região, houve bloqueio total também na estrada do M'Boi Mirim, altura da rua Anhanduí Mirim, no sentido centro. Em seguida, eles caminharam pela avenida Guarapiranga e, por volta das 9h30, a via estava totalmente fechada na altura com a rua Ptolomeu.

Outro via bloqueada no horário era a Francisco Morato, com trânsito interrompido nos dois sentidos, na altura na avenida Jorge João Saad.

A rua Heitor Penteado, na zona oeste foi totalmente bloqueada nos dois sentidos perto do cruzamento com a avenida Pompeia. O bloqueio terminou às 9h30.

Educação