Topo

Planos de aula

Ensino Fundamental


Biologia - Tempo geológico

Mariana Aprile

Tempo geológico

Objetivos

1) Compreender a magnitude do Tempo geológico;

2) Diferenciar Idade Absoluta e Idade Relativa;

3) Compreender os métodos de datação absoluta e relativa;

4) Estudar como a Coluna do Tempo geológico foi elaborada;

5) Reconhecer o significado das principais divisões da Coluna do Tempo geológico.

6) Avaliar a importância de se estudar o Tempo geológico para a Biologia.

Comentários

A Terra é um planeta que sofre mudanças constantes. Sua crosta é continuamente criada, modificada e destruída. Por conta disso, as rochas formadas no início de sua história não puderam ser encontradas. Mesmo assim, existem fortes evidências de que a idade do planeta Terra se aproxima de 4,6 bilhões de anos.

Como a magnitude dessa escala de tempo é difícil de se compreender, é preciso adotar uma didática que facilite esse entendimento. Por isso, na presente aula, serão adotadas algumas tabelas que relacionam o tempo geológico com medidas temporais já conhecidas, como horas, dias, etc.

Existem momentos, no trabalho do docente, em que as disciplinas se misturam e, no caso dessa aula, a Biologia e a Geologia caminham juntas - e isso é natural, uma vez que a história da Terra está intimamente ligada ao estudo da vida. Assim, pode ser interessante estudar a possibilidade de se trabalhar o tema “escala do Tempo geológico” de maneira interdisciplinar.

Procedimentos

1) Explique aos alunos que a importância de se datar e ordenar corretamente os processos geológicos é o que possibilita compreender a evolução geológica e biológica da Terra.

2) Esclareça para a sua classe que as ferramentas utilizadas para ordenar os eventos geológicos da Terra são as rochas, minerais, eventos tectônicos (como erupções vulcânicas e terremotos), e os fósseis de animais e plantas. Explique aos alunos que com as informações obtidas desses materiais, os cientistas (paleontólogos e geólogos) desenvolveram a Coluna do Tempo Geológico - um calendário geológico. A figura abaixo é ilustra esse modelo de calendário, que relaciona as divisões de tempo, com o desenvolvimento dos seres vivos:

  •  

3) Explique, utilizando o modelo de tabela acima, os eons, eras, períodos e épocas, da Terra. Para cada um deles, evidencie a idade de nosso planeta e seus principais eventos biológicos.

4) Em seguida, para facilitar a compreensão dos alunos sobre a escala de tempo geológico, faça as seguintes comparações:

  •  

5) Professor, esclareça para seus alunos que se a escala do tempo geológico fosse elaborada em horas, o aparecimento do ser humano teria ocorrido nas últimas 24 horas. Nesse momento, faça com que os alunos pensem sobre todos os impactos ambientais que os seres humanos causaram nesse meio tempo.

6) Explique aos alunos que a ciência que estuda a idade de nosso planeta é denominada Geocronologia (geo = Terra; cronos = tempo; logos = conhecimento). Aproveite para esclarecer rapidamente a diferença entre Idade Relativa e Idade Absoluta. A primeira faz a pergunta "quanto é antiga uma determinada rocha em relação à que está acima e à que está abaixo de um fóssil?" Já a segunda, estabelecida em anos, é determinada por meio do decaimento radioativo do material analisado.

7) A radioatividade é definida como a energia liberada com a emissão de partículas (alfa, beta) ou radiação gama de um nuclídeo (radioisótopo) que sofre decaimento radiativo espontâneo. Esse, por sua vez, é a transmutação de um elemento radioativo (elemento pai) para o elemento radiogênico (elemento filho). É interessante pedir o auxílio de um professor de física, para esclarecer esses detalhes - daí a importância de se trabalhar o tema dessa aula de forma interdisciplinar.

8) É importante que os alunos compreendam como é feita a datação que utiliza o carbono 14: esse material tem uma meia-vida de 5.730 anos e, se forma através de choques entre raios cósmicos de alta energia e átomos de nitrogênio, encontrados na atmosfera. Os átomos de carbono 14, então, se ligam ao oxigênio e formam o dióxido de carbono. Essa substância é absorvida pelos vegetais e entra na composição de todos os seres vivos. Assim, quando um ser vivo morre, sua absorção de carbono 14 cessa e passa a decair com o passar do tempo.

9) Para facilitar a compreensão dos alunos sobre esse tema, utilize o seguinte exemplo:

Um determinado fóssil apresenta 6,25% do C-14 que possuiria atualmente. Sabendo da meia-vida do carbono 14, qual seria a idade desse fóssil?

  •  

Portanto, a idade do fóssil será: 5.730 anos, multiplicado por 4 meias-vidas. O resultado é 22.920 anos.

10) Explique aos alunos que esse método é confiável apenas até a idade de 50 mil anos.

11) Peça para os alunos pesquisarem em casa os principais eventos biológicos em cada período do Tempo geológico e elaborarem um cartaz que resuma essa investigação. Os alunos podem utilizar a tabela da coluna do tempo geológico apresentada nesta aula, como modelo.

é bacharel em biologia e educadora ambiental.

Mais Ensino Fundamental