Topo

Planos de aula

Ensino Fundamental


Biologia - Transtornos alimentares

Cristina Faganelli Braun Seixas

Transtornos alimentares

Objetivos

1) Diferenciar dois transtornos alimentares: bulimia e anorexia;

2) Valorizar hábitos que são condição de uma vida saudável, como por exemplo, dieta balanceada e prática de exercícios físicos.

Comentário introdutório

A mídia tem divulgado muitas mortes de adolescentes em função desses transtornos alimentares, portanto é imprescindível que este tema chegue até a sala de aula e seja amplamente discutido, para prevenir a doença, muitas vezes motivada pela busca de ideais de beleza ditados pela moda.

Material

Ler o texto Transtornos alimentares.

Estratégias

1) Realizar um debate: depois da leitura do texto citado, a sala deverá ser separada em dois grupos, sendo que um deles defenderá que o transtorno alimentar é um somente "estilo de vida", que pode ser administrado, enquanto o outro irá se opor a esta condição e defenderá outra vertente: a qualidade de vida.

Antes de iniciar o debate propriamente dito, os grupos terão 15 minutos no máximo, a fim de que seus componentes discutam e anotem os argumentos que utilizarão e defenderão durante o debate.

2) Confecção de cartazes: através de pesquisa prévia na internet, o educando deverá se deter em diferentes imagens de bulimia e anorexia e definir a diferença entre estes transtornos. Após a discussão do assunto e análise do conteúdo das fotos, os alunos devem classificá-las para elaboração de diferentes cartazes, expondo-os no mural e/ou nos corredores da escola.

3) Elaboração de "banners": após o debate, os alunos deverão criar "banners" ou faixas com frases de impacto sobre os transtornos alimentares e distribuir pelos corredores do colégio.

4) Estatística na escola: realizar um roteiro contendo perguntas variadas para entrevistar as alunas de uma determinada série sobre o tema. Vale lembrar que, para os dados serem fidedignos, as alunas entrevistadas não deverão ser identificadas e as fichas de entrevista serem preenchidas sigilosamente. Estes dados deverão ser tabulados para apresentar uma estatística sobre a posição dos alunos da escola no tocante aos transtornos alimentares.

Sugestão

Para o debate, pode-se simular um julgamento e distribuir diferentes papéis, como por exemplo, um ou mais juízes, policiais, advogados de defesa e acusação, escrivão anotando os argumentos e o júri. Casos graves de transtornos alimentares pesquisados em jornais, revistas ou internet podem ser apresentados como provas. Vale lembrar que a postura e o vocabulário deverão estar de acordo com um tribunal.

é bióloga e professora da Fundação Bradesco (Unidade I - Osasco).

Mais Ensino Fundamental