Topo

Planos de aula

Ensino médio


Artes - Fazendo um "ready made"

Valéria Peixoto de Alencar

Fazendo um "ready made"

Objetivos

1) Discutir o conceito de ready-made.

2) Produzir uma obra utilizando materiais industrializados.

Comentários

Quando, em 1913, o artista Marcel Duchamp propôs a criação de obras denominadas ready-made, ele causou um reboliço no mundo das artes. Utilizando materiais do cotidiano, industrializados, ele provocou uma discussão sobre o próprio conceito de arte, e introduziu nas artes visuais a possibilidade da utilização de diversos materiais para compor uma obra, expressar uma ideia. O ready-made como proposta artística é algo que provoca as pessoas a pensarem sobre os objetos, pois eles são utilizados de forma descontextualizada, de uma maneira inusitada.

Material

O texto Arte contemporânea: como entender seu sentido, do UOL Educação é um ótimo ponto de partida para essa aula.

Estratégia

1) Leitura e interpretação do texto.

2) Leitura e interpretação de obras de arte que utilizam a ideia do ready-made.

3) Solicitar que os alunos tragam para a sala-de-aula três objetos, de preferência pessoais.

Atividade

Para elaborar um ready-made, uma sugestão seria a seguinte:

1. Com os objetos trazidos, peça para que os alunos escolham dois deles, juntem e inventem um título.

2. Desafie-os a pensar de forma poética os objetos cotidianos.

3. Pegar o terceiro objeto e inseri-lo na composição de forma inusitada, de cabeça para baixo, embrulhado, pintado...

4. Repensar o título da obra.

Observações

O importante é fazer com que os alunos teçam reflexões acerca do cotidiano, da industrialização, da arte, percebendo-a como uma forma de expressão, assim como poderia ser uma redação, a obra de arte também apresenta uma ideia ou discussão.

é historiadora formada pela USP e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp. É uma das autoras do livro Arte-educação: experiências, questões e possibilidades (Editora Expressão e Arte).

Mais Ensino médio