Estimulando o olfato





Autor Cristina Faganeli Braun Seixas




Objetivos

  • Estimular o olfato.
  • Reconhecer diferentes odores.

Comentários

Dentre os sentidos, o olfato é altamente específico, pois a capacidade de percepção dos odores varia de indivíduo para indivíduo, além de o mesmo odor provocar reações diversas, prazerosas ou não, em diferentes pessoas.

Saliente-se que a memória olfativa é fundamental na relação entre o indivíduo, o ambiente que o cerca e os odores característicos.

Material

Aluno 01:

Odor 1: perfume Odor 2: catchup Odor 3: maionese Odor 4: pimenta Odor 5: sabonete
         
         
         

Aluno 02:

Odor 1: mostarda Odor 2: ovo Odor 3: perfume Odor 4: alho Odor 5: canela
         
         
         

Observação:

os alunos não devem ter conhecimento prévio dos produtos a serem reconhecidos; e alguns odores devem ser alterados para os cinco alunos, conforme exemplo acima. Portanto, cada grupo precisa contar com, no mínimo, 20 odores diferentes.

Dica

O professor pode solicitar, depois do experimento, uma pesquisa sobre "memória olfativa".Copos plásticos (de café); vendas (para cobrir os olhos); perfumes; catchup; mostarda; pimenta; maionese; canela; cravo; orégano; ovo cozido; sabonete; alho; cebola; abacaxi; etc.

Estratégias

1) Dividir a sala em grupos de 5 alunos. Cada aluno deve colocar a venda e tentar descobrir os diferentes odores que se encontram, separadamente, nos copos plásticos.

2) Enquanto isso, os outros integrantes do grupo marcam com um "x" na tabela (veja abaixo uma sugestão de modelo) quais odores foram identificados pelo colega.

Cristina Faganeli Braun Seixas
é bióloga e professora da Fundação Bradesco (Unidade I - Osasco).

UOL Cursos Online

Todos os cursos