Topo

Planos de aula

Ensino médio


História do Brasil - Escravidão: ontem e hoje

Érica Alves Cavalcante

Escravidão: ontem e hoje

Introdução

Promover a reflexão sobre a utilização da mão-de-obra escrava no Brasil favorece o estabelecimento de relações entre passado e presente - e possibilita debater sobre a condição da população negra na atualidade.

Objetivos

1. Conhecer o significado do conceito de escravidão durante os períodos colonial e imperial.

2. Estabelecer relações entre a escravidão no passado e no presente, analisando semelhanças e diferenças.

Estratégias

1. Leve a sala de aula reportagens e notícias diversas sobre o trabalho compulsório na atualidade: exploração de trabalhadores brasileiros que migram para outras regiões, em busca de melhores condições de vida; e de estrangeiros que vêm ao país e são submetidos a situações degradantes. Oriente os alunos para que façam a leitura individualmente.

2. Depois de realizada a leitura, solicite que exponham os principais fatos. Os alunos que tiverem lido o mesmo texto podem ajudar a sintetizar as principais informações.

3. Escreva na lousa o significado da palavra escravidão e faça uma explanação sobre o tema. É fundamental que a questão econômica seja evidenciada, desde que o professor a relacione a outros aspectos, como, por exemplo, as teorias sobre inferioridade e superioridade das raças.

Atividades

1. Faça uma tabela na lousa, dividindo-a em duas colunas: "passado" e "presente". Peça a ajuda dos alunos para preencher a tabela com as características da escravidão. Isso deve ser feito depois da leitura do texto "Escravidão ontem e hoje: o trabalho compulsório ainda existe no Brasil".

2. Depois da organização da tabela, oriente os alunos para que, utilizando material reciclável, produzam, individualmente, um trabalho (escrito ou imagético) que represente suas opiniões sobre a escravidão. Os alunos podem escutar, durante a elaboração da tarefa, músicas que tratem do tema.

3. Solicite que alguns alunos expliquem seus trabalhos aos colegas.

é historiadora.

Mais Ensino médio