A balança entre virtual e real

NOTA 8,5

As redes sociais não são um problema para os convívios pessoais, mas o fator prejudicial é seu uso desacerbado. Essa tecnologia surgiu para suprir as dificuldades de diálogo comunicação entre indivíduos separados pela barreira geográfica. No entanto, o vício gerado pelas redes sociais, como a nomofobia, podem ter efeito contrário e afastar pessoas próximas fisicamente.

Em primeira análise, as redes sociais têm ferramentas interativas que facilitam a sensação de aceitação social, como o número de curtidas e amigos, que alimenta o ego e traz sensação de felicidade - estímulo este mais fácil de obtenção que nas relações pessoais. Com isso, em vez das de as pessoas aproveitarem a tecnologia quando necessário, acabam tornando-se dependentes das redes sociais e isolando-se de grupos de amigos e familiares mesmo que presentes no mesmo espaço físico.

No entanto, como já mencionado, as redes sociais podem ser grandes aliadas para as relações familiares se utilizadas em momentos propícios. São pessoas que ultrapassam a distância e se mantêm em contato, dividindo experiências e minimizando as saudades. Além disso, facilita as redes facilitam o encontro de pessoas com interesses semelhantes e a criação de novas amizades, que podem desenvolver-se em relacionamentos amorosos.

Sendo assim, é necessário equilíbrio e bom senso na utilização das tecnologias. Jantares, churrascos, círculos de amizades, festas, etc., são momentos inadequados para submergir no mundo virtual, além de ser uma falta de respeito com as companhias. Ademais, os relacionamentos virtuais nunca poderão substituir os tradicionais, cujos afagos, troca de calor humano e afeto não são artificiais.

Comentário geral

Texto muito bom, que aborda o tema de uma maneira até certo ponto superficial, deixando de lado questões mais complexas do uso e do abuso das redes sociais nos dias de hoje. Talvez, o autor não tenha maturidade suficiente para perceber questões sociais e políticas que se manifestam pelas redes e que também se colocam nos relacionamentos humanos. Por outro lado, mesmo a superficialidade, que denota uma compreensão incompleta do tema, e a obviedade do parágrafo conclusivo, de modo algum comprometem gravemente o conjunto do texto, seja em termos de linguagem e de estrutura. 

Aspecto pontual

Primeiro parágrafo: as redes sociais não surgiram para suprir dificuldades de comunicação, uma vez que essas já tinham sido supridas por outros meios existentes na internet. As redes sociais surgiram para agrupar pessoas que se conhecem e têm interesses em comum, mas depois se mostraram um veículo de comunicação altamente lucrativo.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 2,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,5
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 2,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,5
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,5
Nota final 8,5
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos