A busca incansável pela dignidade

NOTA 5,0

A greve dos caminhoneiros no Brasil causou um grande impacto em toda a população, gerando diversos transtornos, devido o ao desabastecimento de vários produtos. Essa greve foi gerada devido às péssimas condições de trabalho em que se encontram os caminhoneiros brasileiros, apesar brasileiros. Apesar de todos os problemas gerados gerados, essa classe de trabalhadores possuem possui o direito de reivindicarem reivindicar por melhoras em sua área de atuação.

A caótica situação dos caminhoneiros não e é algo recente, diariamente são noticiados casos de violência, além do grande risco de se envolverem em acidentes e não voltarem com vida para suas casas. E E, mesmo diante de todos esses problemas problemas, não possuem um salário digno, pois com o valor do diesel la em cima muito alto, com diversos impostos a serem pagos e com o valor dos fretes baixos e, com o valor baixo dos fretes, não conseguem se quer sequer tirar o sustento para suas famílias.

Sem os caminhoneiros caminhoneiros, o Brasil para, pois são eles os principais responsáveis por abastecer o país, levando alimentos, combustíveis, medicamentos, entre tantos outros produtos. Existem Ainda que existam também outras rotas alternativas meios de transporte alternativos, como os trens e os navios, entretanto esses eles, entretanto, são uma parcela parte extremamente inferior menor desses meios e não dão conta da demanda.

Portanto, é notória a importância dos caminhoneiros para a vida da população brasileira, porém esses eles não são valorizados como deveriam. E tal valorização deve ser dada por meio de melhores condições de trabalho, como segurança e salários dignos, e isso só será possível se o governo brasileiro dispor dispuser de políticas públicas que garantam e assegurem esses direitos para garantir a continuidade da vida dos brasileiros de maneira digna.

Comentário geral

Texto razoável. Há uma clara linha de raciocínio desenvolvida pelo autor: apesar de sua importância para o país, os caminhoneiros não obtêm uma remuneração à altura; sua greve é justa, pois sua situação precisa mudar. No entanto, o texto fica no limite entre a linguagem formal e informal, além de ser redundante, pois o autor reapresenta em parágrafos mais extensos os seus argumentos, em vez de explicá-los ou fundamentá-los. Somem-se a isso os problemas pontuais para esclarecer porque a redação não obteve uma avaliação melhor. Ficou na nota média.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: Não chega a ser um erro, mas a repetição da locução "devido a" cria um ruído na comunicação. Ainda mais que a expressão foi usada pela primeira vez, incorretamente, sem a preposição "a", o que corrigimos em verde.

2) Segundo parágrafo: a) o adjetivo "caótico" descreve melhor as consequências da greve, do que a vida dos caminhoneiros. Ela soa como um exagero. b) É preciso especificar esses "casos de violência", relacionando-os aos caminhoneiros, falando mãos especificamente em roubos de carga, por exemplo. Infelizmente, casos de violência acontecem com todas as pessoas em todo o país. c) "Lá em cima" é uma expressão coloquial que não tem lugar na linguagem formal. d) Novamente, o autor exagera um pouco. A sobrevivência dos caminhoneiros e de suas famílias não estava "sequer" em risco.

3) Quarto parágrafo: na última frase o autor perde o foco, já não fala dos caminhoneiros, mas de todos os brasileiros. É um salto abrupto de uma categoria profissional para toda a população.

Competências avaliadas

Itens Nota
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 1,0
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 1,0
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 1,0
Nota final 5,0
Saiba como é feito a classificação das notas
2,0 - Satisfatório 1,5 - Bom 1,0 - Regular 0,5 - Fraco 0,0 - Insatisfatório

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.

UOL Cursos Online

Todos os cursos