Topo

Educação

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Abril/2019 Os ursos polares da Rússia e um dilema ecológico

Redação corrigida 560

A busca por território e o dilema ecológico

Inconsistente Erro Correção

Algo que se tornou muito comum com o passar dos anos, foi anos foi a invasão de animais selvagens em áreas urbanas e metropolitanas em todo o mundo. Isso se deve por conta de a fatores como a busca por território e alimento, mas deve ser levado em conta que a intervenção do homem na natureza é um dos principais causadores deste desse problema.

Um exemplo a ser dado é o caso dos ursos polares no norte da Rússia, o Rússia. O aparecimento desses animais nas casas e o início de ataques deixaram a população em alerta e com medo de sair de casa. O derretimento das calotas polares por meio do aquecimento global e a invasão do homem em seu habitat natural causa causam impacto no modo de vida dos ursos, que são forçados à a deixar seus espaços em prol da sua própria sobrevivência. Dessa forma, os ataques à população são inevitáveis, mas podem ser entendidos como um organismo mecanismo de defesa, já que os ursos são os primeiros prejudicados pela a pela perda de seu território.

Diante disso se faz disso, faz-se necessária a preservação do habitat natural dos ursos, garantindo a segurança entre os limites de seu território e as cidades. Ademais, é dever do Governo governo, por meio de palestras, orientar a população no caso de um ataque de ursos e e, em conjunto com órgãos como o Greenpeace Greenpeace, incentivar ainda mais a sustentabilidade e todas as formas de proteção aos animais e seus ambientes.

Comentário geral

Texto mediano, mais expositivo do que argumentativo e com um final insuficiente.

Competências

  • 1) Em termos de linguagem, o texto é razoável, apesar de redundante. Há erros gramaticais inaceitáveis, como a vírgula separando o sujeito do predicado logo no início do texto.
  • 2) A compreensão do tema é parcial e equivocada. A invasão de animais selvagens tem se tornado frequente, mas não tão comum assim e não ocorre em muitas áreas metropolitanas como o autor dá a entender. Não se trata, também, de os ursos deixarem seus espaços, mas sim dos espaços estarem desaparecendo, com o degelo ocasionado pelo aquecimento global.
  • 3) Não há propriamente uma argumentação. O segundo parágrafo tem caráter mais expositivo, apresentando as causas do problema, de modo sumário e superficial.
  • 4) O texto é coeso e apresenta uma linha de raciocínio, apesar da redundância e da superficialidade.
  • 5) O pior do texto são as sugestões de intervenção. Ninguém discute que seria necessário preservar o habitat dos ursos, mas esse habitat já está deixando de existir e o que já não existe não pode ser preservado. O autor parece não entender as dimensões do problema do aquecimento global. De resto, palestras sobre como lidar com os ursos beira o ridículo. Em que essas palestras seriam úteis para uma pessoa que se visse atacada por um urso feroz?

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 120
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 120
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 120
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 120
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 80
Nota final 560

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.